menu
Topo

Beleza

FLIM: ponteira robótica do Fotona promete suavizar rugas e turbinar lábios

Divulgação
A consultora de luxo Chris Pitanguy viu diferença depois de uma sessão do FLIM Imagem: Divulgação

Paula Roschel

Colaboração para Universa

30/05/2018 04h00

Nos últimos dois anos a procura por procedimentos estéticos não cirúrgicos aumentou 390%, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o que faz do laser um dos caminhos preferidos de quem procura deixar a pele mais bonita.

Um dos tratamentos não invasivos mais procurados é o FLIM (Fotona Laser Microfocado). Segundo o dermatologista Amilton Macedo, de São Paulo, a técnica robótica estimula o colágeno da pele sem agredi-la: "O FLIM é preciso, e, portanto, mais eficiente do que os outros métodos, pois trata igualmente toda a área demarcada, sem deixar espaços faltando. Na maioria das vezes esta eficiência não é conseguida quando o procedimento é realizado manualmente", esclarece.

Veja também

Além de diminuir rugas e linhas, o procedimento ainda promete minimizar o bigode chinês e ainda dar um up nos lábios, que podem ficar com aparência mais carnuda: “O laser Fotona estimula a produção de colágeno, melhora as ruguinhas, o contorno, e proporciona leve aumento de volume”, explica Jardis Volpe, dermatologista da Clínica Volpe, de São Paulo.

A consultora de luxo Chris Pitanguy, neta do cirurgião plástico Ivo Pitanguy, passou pelo tratamento e diz que obteve bons resultados para manter a pele livre de marcas de expressão e manchas: "Em apenas uma sessão, percebi que o rosto e o pescoço ficaram bem lisinhos”. O aparelho, ao contrário de outros lasers, pode ser aplicado em todo tipo de pele, inclusive morenas e negras. O tratamento pode ser feito no verão.

Radiofrequência e microagulhamento

Assim como o FLIM, que leva três sessões mensais para fechar um protocolo de pele mais firme e sem linhas, há outro tratamento, Agnis, bastante procurado nos consultórios. Esse protocolo associa radiofrequência e microagulhamento

"Logo após a primeira sessão há uniformização na textura da pele, com retração do tamanho dos poros, mais viço e melhora de manchinhas superficiais", garante a dermatologista Roberta Bibas, pós-graduada na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ela diz, ainda, que não é preciso ter medo: "A sessão é bem tolerável. Normalmente, há uma sensação de calor, mas nada que torne o procedimento desconfortável."

FLIM

O que é? Uma ponteira robótica escaneia a área e inicia a aplicação de luz de forma homogênea, sem ação manual do médico. Não dói, já que é aplicada anestesia tópica. 
Resultados esperados: Pele mais lisa e firme; lábios mais carnudos. A pele pode ficar levemente ressecada por 48 horas.
Duração: Meia hora.
Quantidade de sessões: Três, a cada 30 dias.
Contraindicação: Lesões na área e gestantes.
Manutenção: Anual.
Valor da sessão: A partir de R$ 800.

Agnis

O que é? Tratamento que associa radiofrequência com microagulhamento na mesma sessão, para estimular a formação de colágeno e promover a renovação das células.
Resultados esperados: Uniformização na textura da pele, retração de poros e melhora de manchas superficiais.
Duração: Meia hora e mais 20 minutos para aplicação de anestésico em creme.
Quantidade de sessões: Três, a cada 30 dias.
Contraindicação: Gestantes e pessoas com melasma.
Manutenção: Anual.
Valor da sessão: Em média, R$ 1.200.