menu
Topo

Diversidade

Em Cannes, 16 atrizes negras protestam contra o racismo no audiovisual

Getty Images
Cannes mulheres negras atrizes Imagem: Getty Images

Da Universa

17/05/2018 12h43

O Festival de Cinema de Cannes deste ano já entrou para a história. Depois de compor um júri com maioria feminina pela primeira vez em 70 anos, o evento foi palco do protesto de 16 atrizes negras – todas vestidas de Balmain – contra o racismo no audiovisual.

Na tarde de quarta-feira (16), o grupo formado por personalidades como Nadège  Beausson-Diagne e Mata Gabine, se uniu em volta da atriz francesa Aïssa Maïga e declamou palavras de protesto. 

Veja também

A ação teve como objetivo chamar atenção para o projeto multimídia "Noire  N’est  Pas  Mon  Metier", que em tradução livre significa "O preto não é a minha profissão" e denuncia ações discriminatórias na contratação de atrizes negras na França e nos Estados Unidos. 

Maïga, uma das líderes da ação, pediu que o estilista Olivier Rousteing, da Balmain, criasse os trajes usados no protesto. A grife, além de fornecer os modelitos, saiu em defesa do projeto e publicou um comunicado em apoio ao movimento. 

Também participaram da ação as atrizes Maimouna Guèye, Eye Haidara, Rachel Khan, Sara Martins, Marie-Philomène Nga, Sabine Pakora, Firmine Richard, Sonia Rolland, Magaajyia Silberfeld, Shirley Souagnon, Assa Sylla, Karidja Tourè e France Zobda. 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!