menu
Topo

Casamento Real

Irmã de Meghan assume culpa por venda de fotos falsas do pai da atriz

Da Universa

14/05/2018 12h44

Depois de vender à imprensa fotos supostamente feitas por paparazzi que, na realidade, eram cenas posadas, o pai de Meghan Markle, Thomas Markle, foi defendido pela filha mais velha Samantha Grant, que assumiu a responsabilidade pela venda das imagens falsas. 

"A mídia estava, injustamente, fazendo com que ele parecesse uma pessoa ruim, então sugeri que ele fizesse fotos positivas em seu benefício e para benefício da família real. Não foi por dinheiro", declarou Samantha no Twitter. 

Veja também

Desde o anúncio do noivado do Príncipe e da atriz de "Suits", em novembro, a noiva vem enfrentando conflitos com a família paterna e a uma semana antes do casamento, ainda há dúvidas sobre a presença de Thomas Markle na cerimônia. 

Nas fotos, o futuro sogro do Príncipe Harry aparece se preparando para a cerimônia em diferentes situações: fazendo exercícios, tirando medidas para encomendar um terno, vendo fotos do casal real em um cibercafé e até lendo um exemplar de "Images of Britain", um livro sobre a história e os costumes da família real. 

A venda do conjunto de fotos para veículos do mundo todo rendeu mais de 100 mil libras (valor equivalente a quase 500 mil reais), mas a meia-irmã de Meghan garante que não planejou o esquema pensando no dinheiro.   

O esquema foi descoberto pelo jornal britânico "Daily Mail", que divulgou imagens de câmeras de segurança que mostram Thomas chegando ao cibercafé com o fotógrafo Jeff Rayner e conversando com ele durante as fotos. 

Samantha Grant não foi convidada para a cerimônia, assim como Thomas Markle Jr., outro meio-irmão por parte do pai da noiva. 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Casamento Real