menu
Topo

Beleza

Onde mais dói para tatuar? Conheça as áreas sensíveis ao fazer tatuagem

Getty Images
Dor na hora de tatuar? Imagem: Getty Images

Geiza Martins

Colaboração para Universa

01/05/2018 04h00

Você não tem tattoo? Então, provavelmente, em algum momento da vida, já passou o seguinte pensamento por sua cabeça: “eu poderia fazer uma tatuagem”. E é assim mesmo, são tantas ideias (e imagens) maravilhosas! Algumas são feitas para serem sensuais, outras para passar uma imagem de liberdade, há ainda quem faça para prestar uma homenagem a alguém que ame, fortalecer uma amizade, ou simplesmente porque quer eternizar em sua pele algo que ama muito, caso dessas meninas que são apaixonadas pelas princesas da Disney. Mas todas, absolutamente todas, são feitas com o objetivo de firmar nossa identidade, mostrar quem somos ao mundo.

Porém, já parou para pensar o que te impede entrar em um estúdio e sair de lá com uma nova parceira para vida? Entre os obstáculos mais comuns estão o medo de a família reprovar, da tattoo acabar atrapalhando sua carreira, de cansar do desenho um dia...e por aí vai. Mas nenhum deles supera o medo principal de quem decide encarar as agulhas: será que vai doer?

Veja também

A reposta é sim, tatuagem dói mesmo. Os desenhos são feitos com agulhas que perfuram a pele, portanto, não tem como você passar por uma experiência dessa e não sentir nada. Mas não precisa ter tanto medo assim.

De acordo com a dermatologista Karla Assed, a profundidade dos furos depende da técnica aplicada pelo profissional. “Normalmente a agulha penetra a epiderme – a parte superficial da pele – e deposita a tinta na derme, a camada embaixo da epiderme”, explica.

Onde dói mais?

Segundo a dermatologista, existem áreas em que a pele é mais fina e sensível. “Especialmente nos joelhos e cotovelos, os nervos ficam muito próximos da superfície da pele” explica.

Mariana Oliveira, tatuadora do estúdio Contramaré Tattoo, de São Paulo, diz que a região dos pés é a campeã de reclamações por parte dos clientes. Já os locais menos sensíveis são lateral do bíceps, antebraço, ombros na parte da frente, glúteos, coxas na parte lateral e traseira e panturrilha. Ou seja, dói também, mas o nível de dor é mais suportável.

Anestesiar, sim ou não?

A tatuagem também vem sendo usada por motivos estéticos - inclusive existe uma técnica para esconder olheiras. Muitos dos profissionais que atuam nessa área usam alguns tipos de anestésicos tópicos à base de lidocaína, que podem ajudar na missão. Especialista em micropigmentação de sobrancelhas, Raphaella Bahia, da FR Microcenter, de São Paulo, explica que utiliza a pomada sempre cerca de 20 minutos antes de cada sessão. A micropigmentação tem finalidade estética, mas conta com os mesmos princípios da tattoo - a diferença é que alcança apenas a camada superficial. “A sobrancelha é uma área delicada, pois a região das pálpebras e arredores é realmente mais fina e pode sofrer flacidez”, explica.

Muito além da sua pele

Mariana chama atenção para outros fatores além dos pontos sensíveis. Para ela, além da técnica em si e do local, ainda é preciso prestar atenção no profissional que fará o desenho. “Acredito que o peso da mão do tatuador influencia também, não só a região do corpo”, diz.

Uma dica da tatuadora é tentar relaxar o cliente ao máximo. “Acho que uma maneira de reduzir a dor é criar um ambiente e clima agradável para tranquilizar a mente da pessoa”, explica Mariana. “Sempre digo para tranquilizar, tatuagem dói menos do que depilação.” Portanto, fique atento ao buscar o tatuador para chamar de seu. Peça indicação a amigos, esse é o caminho mais certeiro.

Vale avisar também que as mulheres ficam mais sensíveis a dor alguns dias antes e depois do período menstrual. O ideal então é evitar essas datas para enfrentar as agulhas.

Por fim, é importante dizer que, sim, tudo isso ajuda, mas muitos iniciados  defendem que a dor faz parte e é algo natural ao processo. E que é a dor que faz você ter boas histórias depois. É o marcar, tanto a pele, quanto a nossa memória afetiva. Nesse ponto, a tatuadora Mariana Oliveira é determinante: “não tem muita saída, tem que enfrentar na raça”. E fica o alerta: depois que você fez a primeira, não vai mais querer parar (e não existe idade para começar!)!

Cuidados básicos

Decidiu que vai encarar essa empreitada? Existem muitas perguntas para fazer antes de partir para a primeira tatuagem. Por isso, nunca é demais mostrar algumas dicas!

  1. Tatuagem é algo permanente e sua remoção tem custo muito elevado, além de deixar marcas na pele. Tenha certeza do desenho que vai fazer. Leve-o para casa e o namore por no mínimo um mês. Se a paixão por ele passar, não era bem ele que você queria.
  2. Vai tatuar? Pegue leve no consumo de bebidas. “O álcool pode diminuir a resistência imunológica e restringir a capacidade de coagulação. Isso pode interferir no resultado final da tatuagem, podendo dificultar a cicatrização”, explica a dermatologista Karla  Assed.
  3. Após a tatuagem ser feita, é necessário fazer um curativo no local com uma pomada cicatrizante, hidratantes e, às vezes, o antibiótico tem de entrar em ação.
  4. Use filtro solar e evite roupas apertadas no local da tatuagem
  5. Evite sauna, pois desidrata a pele, assim como banhos de mar.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!