menu
Topo

Violência contra a mulher

Princesa da Suécia teria sido apalpada por fotógrafo, diz assistente

Michael Campanella/Getty Images
Princesa da Suécia, Victoria Imagem: Michael Campanella/Getty Images

Da Universa

30/04/2018 18h24

O fotógrafo francês Jean-Claude  Arnault teria apalpado o corpo da princesa da Suécia, Victoria, no Prêmio Nobel de Literatura, organizado pela Academia Sueca, em Estocolmo, em 2006.

A história veio à tona após surgirem outras acusações contra o fotógrafo, em novembro do ano passado, quando 18 mulheres alegaram que foram assediadas ou abusadas por ele. Os abusos teriam acontecido no centro cultural administrado por Arnault e em apartamentos da Academia Sueca, localizados em Estocolmo e Paris.

Veja também

Segundo a mídia sueca, uma das ajudantes da princesa garantiu que precisou tirar a mão de Arnault do bumbum dela. Outras pessoas testemunharam a ação: “Ele estava atrás de Victoria. Vi quando apoiou a mão no pescoço da princesa e foi descendo... Descendo sem parar”, disse a escritora Ebba  Witt-Brattström.

O advogado do fotógrafo negou as acusações ao portal de notícias britânico The Telegraph. “Meu cliente nega veementemente as alegações. Ele garante que os rumores são maliciosos e têm um único propósito: acabar com a imagem dele”, afirmou Björn Hurtig.

Uma das assistentes da princesa também se pronunciou: “Ela o empurrou. Victoria ficou muito surpresa, olhou para ele tipo: ‘Como assim?’ e reagiu", disse.

À época do acidente, o fotógrafo tinha 59 anos enquanto a princesa tinha apenas 27.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!