menu
Topo

Direitos da mulher

Mães fazem mamaço em Shopping de BH após denúncias de constrangimento

Arquivo pessoal/ Júlia Filogônio
Bebê acompanha mãe a ato pela amamentação em shopping de Belo Horizonte Imagem: Arquivo pessoal/ Júlia Filogônio

Helena Bertho

da Universa

29/04/2018 17h23

Com megafone, cartazes e os filhos agarrados aos peitos, cerca de 13 mulheres movimentaram o Shopping Boulevard, em Belo Horizonte, no sábado (28). Elas estavam ali fazendo um mamaço como protesto contra denúncias de constrangimento de mulheres que amamentavam no estabelecimento.

Segundo a organizadora do ato, a empresária Gabrielle Faria, 31, foram cinco denúncias de mães recentemente. "Nós fizemos um outro mamaço lá há 30 dias, mas essa semana recebemos mais uma denúncia, então decidi fazer de novo". Após o ato, o shopping informou que pretende reforçar o treinamento de funcionários e prestadores de serviço.

Veja também:

Apesar de ser direito por lei na cidade que as mulheres possam amamentar em espaços públicos, na última segunda-feira (23), um segurança informou à estudante Marina Brandão Braga, 25, que não podia fazê-lo fora do berçário do shopping, pois seria contra o regimento interno. "Eu estava esperando o Uber, minha filha de cinco meses começou a chorar, então decidi amamenta-la ali dentro", contou ela.

Como não achou um banco ou lugar para sentar por perto, sentou no canto de uma escada, onde foi abordada pelo segurança. "Minha mãe discutiu e ele disse que ia abrir uma exceção, porque eu já estava indo embora. Eu fiquei indignada, tinha outras pessoas perto e eu me senti muito constrangida".
Ao chegar em casa, ela fez uma publicação no Facebook, que chegou até Gabrielle, levando-a à decisão de convocar o mamaço.

"Vamos ficar presas em casa?"

Arquivo pessoal/ Júlia Filogônio
Imagem: Arquivo pessoal/ Júlia Filogônio

Durante o ato, as mulheres exigiram que o diretor de marketing do shopping pedisse desculpas e prometesse tomar atitudes em relação ao ocorrido. "Mas, igual eu falei para ele, pedido de desculpa para mim foi o mínimo diante do constrangimento que eu passei", disse Marina.

Para ela, poder amamentar em qualquer lugar é um direito básico de toda mulher. "É algo natural, presente no dia a dia das mães. Se não puder amamentar em qualquer lugar, nós não podemos nem sair de casa, ficamos presas com nossos filhos", explica.

Segundo Gabrielle, além de reforçar o treinamento dos funcionários, o Shopping Boulevard prometeu um pedido de desculpas público e uma ação de conscientização no estabelecimento.

Posicionamento do Shopping Boulevard

Em nota à imprensa, o estabelecimento disse: "Somos um empreendimento família, nosso posicionamento sempre foi e continua sendo o de deixar as mulheres livres para amamentarem nas dependências do shopping, onde for mais confortável para elas, seja nos corredores, ou nos espaços famílias disponíveis nos Pisos 2 e 3. Por isso, informamos que vamos reforçar o treinamento de nossos funcionários e prestadores de serviços para que eles tenham a melhor postura diante de tal fato".

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!