menu
Topo

Diversidade

Professor recebe apoio de pais após escola banir aulas sobre diversidade

Reprodução/Facebook
O professor Nathan Etter e o marido, Phillip Imagem: Reprodução/Facebook

Da Universa

26/04/2018 14h17

Um simples Dia dos Namorados se tornou um transtorno na vida do professor de Música Nathan Etter, de Illinois, nos Estados Unidos. Ele ganhou flores do marido e foi recebido com desaprovação por alguns alunos. Por causa disso, Etter decidiu falar um pouco sobre diversidade nas salas de aula, sobre como homens podem amar outros homens, enquanto mulheres podem se apaixonar por outras mulheres. 

Contudo, a iniciativa do professor não foi aprovada por todos os pais. Uma reclamação formal foi enviada à escola. Nela, muitos adultos se mostraram preocupados sobre o que tem sido ensinado nas salas de aula. Em resposta, a escola pediu que Etter seguisse o currículo disciplinar e não abordasse os temas em questão.

Veja também

No entanto, o professor recebeu apoio de muitos outros pais e funcionários. No começo da semana, mais de cem membros da comunidade escolar se reuniram em frente ao colégio para discutir igualdade. Muitos seguravam placas que diziam: “Nós respeitamos Etter” e “Respeito a todos”. O professor foi aplaudido de pé.

O presidente do conselho escolar, Jeff Kellenberger, garantiu que o assunto estava resolvido e que o emprego de Etter nunca esteve em jogo. “Discriminação, assédio, exclusão ou intimidação em qualquer forma não tem espaço em nossas escolas e não será tolerado”, disse o presidente. “Não há razão para protestar aqui, estamos com vocês”.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!