menu
Topo

Papo de vagina

Janelle Monáe celebra a vagina em seu novo clipe, "Pynk". Entenda:

Reprodução
Cena do clipe "Pynk" de Janelle Monáe e Grimes Imagem: Reprodução

da Universa, em São Paulo

12/04/2018 09h47

Uma animada celebração da anatomia e da força da sexualidade feminina: assim é "Pynk", o novo trabalho da cantora Janelle Monáe em parceria com Grimes.

O vídeo para a música, lançado nesta quarta, 11, mostra a cantora e seu time de bailarinas vestindo looks que relembram a silhueta da vulva e da vagina, enquanto dançam cheias de atitude em um deserto em tons de rosa-choque.

Veja também

A certa altura da coreografia, a atriz Tessa Thompson passa por entre as pernas de Janelle, em uma referência ao sexo e ao nascimento.

Em suas plataformas, a cantora explicou que esta "é uma celebração audaciosa da criação, do amor-próprio, da sexualidade e do poder da vagina! [Porque] rosa é a cor que nos une, porque é a cor encontrada nas partes mais profundas e obscuras, nos cantinhos de [corpos] humanos em toda a parte. Rosa é onde o futuro nasce!"

Há mensagens de empoderamento feminino por todo o clipe: em uma das cenas, Janelle veste uma cueca com a mensagem "Sex Cells" ("células sexuais", em tradução livre, e um trocadilho com a frase "sex sells", isto é, "sexo vende"). Ao redor da peça, pelos pubianos que desafiam os tabus em relação ao corpo desejável.

Janelle Monáe em seu clipe 'Pynk', em que a cantora usa um look inspirado na vagina
Imagem: Reprodução

Janelle Monáe é ativa nas discussões sobre direitos e violência contra a mulher. Recentemente, a cantora se posicionou sobre o assassinato da vereadora do Rio, Marielle Franco, nas redes sociais.

"Digam o nome dela para sempre! #MarielleFranco", tuitou. Alguns de seus fãs a encorajaram, entre elas, uma brasileira que agradeceu: "obrigada por relembrar nossa heroína".

Confira o trabalho de Janelle aqui:

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!