menu
Topo

Casamento

O dia em que Stephanie, cega desde os 27, escolheu o seu vestido de noiva

Reprodução James Day Photography
Apesar de não enxergar, Stephanie fez questão de buscar o seu vestido ideal, e levou, além da família, a melhor amiga e o fotógrafo James Day às compras, para ajudá-la na missão Imagem: Reprodução James Day Photography

Da Universa

08/04/2018 13h42

Stephanie Agnew, 31 anos, é uma australiana que, prestes a se casar, foi em busca de encontrar o vestido de noiva dos sonhos. No entanto, para ela, a tarefa não seria das mais banais. Stephanie não enxerga. 

É que ela tem uma condição chamada “Distrofia de Cones e Bastonetes“, ou CRD, responsável por fazê-la perder a visão desde que tinha 27 anos. Assim como noiva, sua mãe e mais dois de seus três irmãos sofrem com a mesma condição.

Reprodução James Day Photography
Imagem: Reprodução James Day Photography

Veja também

Mesmo sem poder enxergar, Stephanie fez questão de buscar o seu vestido ideal, e levou, além da família, a melhor amiga e o fotógrafo James Day para ajudá-la na missão. 

Reprodução James Day Photography
Imagem: Reprodução James Day Photography

Em entrevista ao jornal britânico Daily Mail, ela explicou os motivos que a fizeram convidar tanta gente para compartilhar o momento da escolha. Primeiro, Stephanie tinha a intenção de fazer algumas fotos profissionais, para registrar sua jornada e mostrar para a sua melhor amiga, através de uma perspectiva diferente, como é sua vida. Além disso, ela queria deixar esses instantes eternizados para que, se um dia a medicina avançar e ela voltar a enxergar, pudesse ver as imagens. 

“Eu estava muito nervosa e ansiosa, com medo de ter um colapso na loja, porque [escolher o vestido de noiva] é um grande momento para uma mulher e eu não queria me olhar no espelho e não poder ver o vestido”, disse ao Daily Mail.

Reprodução James Day Photography
Imagem: Reprodução James Day Photography

A final daquele dia, Stephanie, não só foi até a loja, como ainda experimentou 18 vestidos diferentes, até eleger o seu preferido. Enquanto sua mãe sentia o tecido com as mãos e dava sua opinião, as lojistas ajudavam a futura noiva, descrevendo cada detalhe das peças.

Reprodução James Day Photography
Imagem: Reprodução James Day Photography

O fotógrafo James Day, que conhece a noiva desde 2008, e foi o escolhido para fotografar sua cerimônia de casamento, em novembro deste ano, também compartilhou um relato em seu site: “Nós tiramos fotos para lembrar de momentos, mas essa jornada me fez pensar sobre como a fotografia pode ser experimentada mesmo quando não é vista”, escreveu.

“Foi ótimo ter a sensação de tocar e sentir [a peça] enquanto toda aquela descrição era feita, foi uma experiência incrível (…) Mesmo sem poder enxergá-lo, eu sabia que aquele era o [vestido] escolhido. Tive calafrios imediatamente, junto com aquela sensação que todas as noivas descrevem ao encontrá-lo (…) Mal posso esperar para que o [marido] Rob o veja”, completou Stephanie. 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!