menu
Topo

Beleza

10 dicas definitivas para cuidar da pele de seu rosto

Passo a passo da cútis!

Geiza Martins

Colaboração para Universa

08/04/2018 04h00

Um dos principais mantras da beleza é “use filtro solar”. Não que esse mandamento não esteja certíssimo, afinal o melanoma está aí e não devemos nos descuidar jamais do sol. Todavia, para ficar lisinha, macia e saudável, a pele do nosso rosto necessita de cuidados que vão além do protetor solar diário. É por isso que separamos algumas dicas e protocolos que te ajudarão a ter uma cútis tão bela que todo mundo vai querer saber quem é seu dermatologista. Dá uma olhada!

Veja também

1. Limpeza diária 

De acordo com a dermatologista Lilian Delorenze, a limpeza diária é essencial para remover sujeira, maquiagem e oleosidade. O ideal é que seja feita duas vezes ao dia. “Pela manhã e pela noite, deve-se lavar o rosto com um sabonete adequado ao tipo de pele da pessoa, seja ela seca, sensível ou oleosa”, comenta Lilian. Aplique um tônico ideal para você com um algodão, isso vai refrescar a pele e ajudar na restauração do pH natural.

2. Além do básico

Após a higiene facial com sabonete e tônico, há outras precauções que podemos ter ainda pela manhã. É quando queremos tratar a pele mesmo durante o dia. Daí, entram em cena os produtos específicos indicados por seu dermatologista, que podem ser desde clareadores, anti-oleosidade, hidratantes, entre outros. Tudo vai depender da pele e da queixa de cada um. Por fim, deve ser aplicado o protetor solar. Sim, ele vai por último, nunca se esqueça disso! Depois do filtro, só mesmo a maquiagem, ok?

3. Ao final do dia

Sabe o processo de higienização que você fez pela manhã? Deve ser repetido igualzinho! A única diferença é que o removedor de maquiagem deve vir antes de tudo.

Depois, devem ser aplicados os produtos dermatológicos específicos, como ácidos, clareadores e produtos contra acne. “Em seguida, recomendo um sérum noturno e um creme para os olhos”, afirma. Para finalizar, aplica-se o hidratante.

4. Esfoliação vale a pena?

Essa parece ser uma excelente ideia para deixar a pele saudável, afinal a técnica retira as células mortas deixando a cútis mais macia. Porém é preciso atenção! O procedimento deve ser feito uma ou duas vezes por semana, no máximo! Caso contrário, você vai acabar deixando sua pele fragilizada ou até mesmo se machucar, pois prejudica o mecanismo de proteção natural do organismo.

O esfoliante, que pode ser caseiro, deve ser aplicado na pele umedecida, em movimentos circulares por, aproximadamente, 30 segundos. Existem diversos tipos de esfoliantes no mercado. "O ideal é que seja escolhido aquele mais adequado ao tipo de pele do usuário", afirma.

5. Não é para todas

Também é importante lembrar que a esfoliação é mais indicada para peles normais, mistas e oleosas. Nas pessoas com peles sensíveis e secas, a esfoliação deve ser feita com cautela. Ou seja, é melhor consultar um dermato antes de qualquer coisa.

6. Hidratação

Se você morre de preguiça e acha que essa etapa pode ser pulada, lembre-se do que acontece com a terra quando está muito seca: ela fica toda craquelada, não é? Pois isso, pode acontecer com sua pele. A diferença é trocar a palavra "terra" por "pele", e buracos por "rugas". Tudo porque faltou água na equação.

De acordo com a dermatologista, esse cuidado entra após o processo de limpeza da pele, duas vezes ao dia: manhã e noite. "As pessoas com pele oleosa devem dar preferência a hidratantes livres de óleo ou em versão gel. As de pele mais seca devem usar produtos com efeito mais hidratante", explica.

7. Procedimentos mais invasivos

Você já parou para pensar quando é hora certa de entrar nessa? Muitas vezes, as pessoas acham que a aplicação de toxina botulínica (botox) e de preenchedores são para aqueles que já passaram dos 40 anos de idade. De acordo com Lilian, essa é uma impressão errada. "Esses produtos têm por finalidade, não só a correção de rugas e marcas de expressão, mas também a prevenção das mesmas", afirma.

Ou seja, se a pessoa começa a aplicar esses produtos aos 30 anos, vai demorar mais a apresentar marcas de envelhecimento na pele. "O botox vai, aos poucos, diminuindo a força dos músculos que causam as rugas, enquanto o ácido hialurônico estimula a produção de colágeno na região", diz a dermatologista.

8. Máscaras caseiras

Tão cultuadas em filmes e programas de televisão, pode parecer que as máscaras caseiras são maravilhosas para todo mundo. Mas não é bem assim. É importante ressaltar que os ingredientes usados numa máscara caseira podem fazer bem a algumas pessoas e nem tanto para outras. Por isso, é preciso cautela!

Segundo a dermatologista, essas máscaras, apesar de benéficas, não substituem os cosméticos. "O ideal é que se procure um especialista para indicar o que melhor se adequa a sua pele. Antes de usar no rosto todo, sugiro às pessoas que apliquem a máscara num pequeno pedaço da pele para verificar se não causa qualquer tipo de reação", afirma.

9. Para pele seca

Já sabe que sua pele é seca? Na hora de fazer uma máscara caseira, saiba que óleo de coco e mel são dois ingredientes superindicados, segundo a dermatologista. Lilian ensina a misturar 1 colher de sopa do óleo e 2 de mel e massagear a pele por alguns minutos com o mix. “Deixe por 15 minutos e enxágue”, diz.

10. Para pele oleosa

Por outro lado, se sua cútis está mais para oleosa, troque o óleo de coco por aloe vera. A quantidade é a mesma da receita anterior. “Misture 1 colher de sopa de aloe vera e 2 colheres de sopa de mel Depois, adicione uma pitada de açafrão”, orienta Lilian. Depois disso, é só aplicar sobre a pele, deixar agir de 15 a 20 minutos e enxaguar.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!