Violência contra a mulher

Mais de 4 mil meninas de 10 a 19 anos tiveram filhos após estupro no Brasil

Favor_of_God / iStock Photo
Imagem: Favor_of_God / iStock Photo

Da Universa

05/04/2018 20h28

Entre 2011 e 2016, mais de 4.200 bebês nasceram no Brasil fruto do estupro de crianças e adolescentes. Uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde revelou que, neste período, 49.489 meninas de 10 a 19 anos foram vítimas deste tipo de abuso no país.

Garotas também estão mais sujeitas a morte por agressão. Esta é a segunda causa de mortalidade entre meninas de 5 a 19 anos, ficando atrás somente de acidentes de transportes terrestres. 

Veja também

Coordenada por Maria de Fátima Marinho, diretora do Departamento de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e Promoção da Saúde, a análise mostra que a ocorrência de estupro na infância ou adolescência pode estar associada à maior vulnerabilidade à depressão, ao suicídio, à gravidez, ao menor uso de métodos anticoncepcionais, maior risco de repetição da agressão e ocorrência de infecções sexualmente transmissíveis.

Entre quase 33 mil jovens de 10 a 14 anos abusadas, 43% dos estupros foram cometidos por familiares e parceiros íntimos; 66% dos casos ocorreram dentro da residência e o histórico de repetição foi de 45,6%. Mulheres negras são as mais afetadas - 58,1%, enquanto 29,6% das vítimas são brancas. Em relação às vítimas com idades entre 15 e 19 anos, cerca de 46% dos estupradores eram desconhecidos.

As mães vítimas de abusos registraram ainda maior percentual de parto prematuro (37,2%), além do início tardio do pré-natal e maior proporção de bebês com baixo peso ao nascer.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
BBC Brasil - Internacional
Da Universa
Da Universa
DW
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
DW
Da Universa
Violência contra a mulher
Da Universa
AFP
Da Universa
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Topo