menu
Topo

Violência contra a mulher

Taís Araújo fala do caso de Marielle: "Foi um golpe duro, despudorado"

Luis Crispino/Claudia
Taís Araújo Imagem: Luis Crispino/Claudia

da Universa, em São Paulo

04/04/2018 15h38

Defensora dos Direitos das Mulheres Negras da ONU Mulheres e uma das cem pessoas negras mais influentes do mundo, Taís Araújo não se deixou calar diante do assassinato da vereadora do Rio, Marielle Franco, uma das grandes vozes pelos direitos das mulheres negras na cidade.

Em entrevista à revista "Claudia" de abril, a atriz contou qual foi o impacto, para ela, da notícia.

Veja também

"Acompanhava seu trabalho pelas redes sociais, falava com sua equipe. Foi um golpe duro, despudorado", lamentou. "Espero que a comoção seja apenas a semente para um país melhor no futuro".

No último dia 19, Taís disse à Universa que, após a perda de Marielle, fazia uma reflexão sobre amor e transformação. "Precisamos ficar alertas e cuidar do outro, que é o que vai garantir a nossa sobrevivência como sociedade, porque está ficando muito complicado".

Ela ainda revelou à revista que tem planos para levar à série "Mister Brau" discussões sobre a desigualdade entre gêneros. "Vamos colocar em cena uma questão contemporânea, a de o cara não lidar bem com a mulher ganhando mais que ele”. 

"Como artista, tenho prazer em entreter, mas também em provocar reflexão", concluiu.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!