menu
Topo

Violência contra a mulher

Luiza Brunet visita ONU e fala de luta pelo fim da violência contra mulher

Reprodução/Instagram
Luiza Brunet no escritório da ONU, em Nova York Imagem: Reprodução/Instagram

da Universa, em São Paulo

03/04/2018 12h19

Sobrevivente de violência doméstica e hoje embaixadora da luta contra a violência às mulheres do Instituto Avon, Luiza Brunet visitou a sede da Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York nesta segunda, dia 2.

De lá, ela pediu por "direitos humanos e justiça" e falou sobre a causa. "Sonho com a fidelidade feminina", disse em suas redes sociais.

Veja também

"Não sei mensurar a emoção de vir na ONU. Minha vida mudou, eu mudei. Minha causa sempre foi com a família e principalmente as mulheres. Me sinto forte para ser a embaixadora do Instituto Avon para violência contra mulheres", compartilhou Luiza em seu Instagram.

Na cidade, ela ainda visitou espaços dedicados à celebração dos movimentos pelos direitos da mulher na biblioteca pública de Nova York e pediu por "compaixão e amor".

À Universa, Luiza recentemente relembrou sua própria luta. "Passei seis, sete anos ouvindo relatos de várias mulheres e agora dou o meu depoimento. É doloroso? Claro que é, mas falo com convicção, sei o que cada uma sentiu na pele", pontuou. "Me sinto tão, mas tão forte, tão preparada para falar sobre esse assunto, sem vergonha. Verbalizar foi importante, valeu a pena".

"Me tornei uma pessoa completamente engajada nos direitos das mulheres. É a bandeira que escolhi para a minha vida daqui para frente. Não sinto vergonha, de jeito nenhum, não me sinto por baixo. Me sinto íntegra e corajosa de ter colocado isso para fora e contribuir para que as mulheres tenham acesso à informação”, concluiu.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!