menu
Topo

Mães e filhos

Será que estou grávida? Conheça os sintomas mais comuns de gravidez

Getty Images
Os diversos sintomas da gravidez até o teste Imagem: Getty Images

Geiza Martins

Colaboração para Universa

02/04/2018 04h00

A cena é de novela, basta a mocinha sentar à mesa para o café da manhã e bate aquele enjoo. Não dá outra, o público já sabe: a personagem está grávida. No entanto, há um motivo para os autores de folhetins usarem esse "clichê". Isso acontece na vida real mesmo, não é só coisa de ficção. A menstruação atrasada é um sintoma comum da gravidez. Porém, junto dele (e antes também), o corpo dá muitas outras dicas de que há um bebê a caminho: enjoos e vômitos, seios inchados e/ou doloridos, irritação, cansaço, sono em excesso e tonturas são apenas alguns deles.

A DJ Mônica Silva, por exemplo, passou a sentir náusea de todos seus pratos favoritos. "Enjoava total, até da cerveja", comentou às risadas. E isso é completamente comum durante a gravidez (principalmente no início). De acordo com Alfonso Massaguer, ginecologista e especialista em reprodução humana da Clínica Mãe, a culpa é do BHCG (beta HCG), que é o hormônio da gravidez.

Veja também

O hábito alimentar também pode mudar, seja no aumento ou redução do apetite, mudança no desejo e horário da alimentação. "Pode haver também preferência por alimentos diferentes, mudanças de paladar e até olfato", afirma. 

Coisa de pele

Mas, apesar dessa grande pista que o organismo de Mônica enviou, ela não desconfiou de nada. Foi seu marido, Marcos Beviláqua, que matou a charada. Um dia, no banho, ele percebeu uma linha vertical na barriga de sua esposa. Daí lembrou dos enjoos e concluiu: "está grávida, certeza". E estava mesmo. Hoje os dois são pais de Júlia, de 8 anos.

Essa linha é chamada de "linea nigra" ou linha negra e fica, de fato, mais evidente na gestação. De acordo com Alfonso Massaguer, ginecologista e especialista em reprodução humana da Clínica Mãe, essa mudança é resultado da alteração hormonal e da melanina. "Essa região possui mais melanócitos, as células que produzem a melanina que dá cor a nossa pele, e os melanócitos são estimulados durante a gravidez pelo aumento de uma série de hormônios".

Essa mina é "louca"

Karini Nunes e Rafael Ocker queriam virar pais. Para isso, a técnica em segurança do trabalho já estava fazendo acompanhamento médico e tinha parado de tomar anticoncepcionais havia 4 meses. De repente, Karini começou a ficar muito irritada e todos a seu redor começaram a reclamar de seu comportamento. "Pensei que era bipolar, de verdade mesmo. Uma hora eu estava feliz, outra hora, triste. Até mandei uma mensagem para a médica", lembra.

O que Karini não sabia era que irritabilidade, tensão e instabilidade emocional são sintomas bem fortes na primeira fase da gravidez. Tanto é que logo percebeu o atraso menstrual e, poucos meses depois, chegou o bebê Miguel, que hoje tem 1 ano.

Mais sinais

Além da linha negra, Alfonso explica que outros hormônios, como o estradiol e a progesterona, ficam em taxas mais elevadas e, por isso, escurecem algumas partes do corpo. Dentre elas estão as aréolas (bicos do seio) e a genitália --sintomas que ficam mais fortes com o andar da gestação. Mais uma dica: as veias das mamas, barriga e pernas ficam mais aparentes. "O fluxo e a quantidade de sangue aumentam como em uma resposta para alimentar o bebê que cresce no útero", explica.

E são os hormônios (eles de novo!) que fazem com os vasos fiquem mais flexíveis para a passagem do sangue. "O edema (inchaço) e a distensão da pele contribuem para que os vasos fiquem mais evidentes", explica. Em algumas mulheres, há também aumento de oleosidade na pele e até algumas espinhas. 

Sentiu qualquer um desses indícios? Vale correr atrás de um teste de gravidez. Se optar por um teste na farmácia e der positivo, a mulher deve procurar um médico para fazer um exame de sangue, que é mais completo. 

Atrasou, e agora?

Que mulher não ficou cismada ao perceber que a menstruação demorou para descer? Esse é o sinal mais famoso e costumeiro de gravidez. Na verdade, é o atraso menstrual que causa sintomas pré-menstruais, como inchaço, dor ou aumento das mamas, irritabilidade, labilidade emocional, tensão, cansaço, sonolência e acne.

Nesses casos, se pode considerar que há gravidez desde o primeiro dia de atraso da menstruação e o teste para detectar o hormônio BHCG já pode ser positivo. "Ele pode ser diagnosticado por exames de urina ou sangue", explica.

Vale ressaltar que cada organismo é único e que algumas mulheres não apresentam nenhum sintoma de gestação. Há casos de mulheres que continuam "menstruando" no início da gravidez. O motivo pode estar relacionado à acomodação do saco gestacional, que irá abrigar o embrião. Ao se implantar na parede do útero, algum vaso sanguíneo pode se romper, causando um pequeno sangramento. Por acontecer no início da gestação, é comumente confundido com a menstruação.

Depois de confirmada a gestação, qualquer sangramento merece ser investigado pelo seu médico, ok?

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!