menu
Topo

Mães e filhos

Mulher desabafa sobre marido que não faz nada em casa e post viraliza

Reprodução/Facebook
Celeste Erlach e os filhos pequenos Imagem: Reprodução/Facebook

Da Universa

31/03/2018 11h42

"Estou cansadíssima, preciso de você." É assim que a norte-americana Celeste Erlach demonstrou que não aguenta mais. Em uma carta postada no Facebook, onde já foi compartilhada mais de 4 mil vezes, ela desabafa sobre o marido que não faz nada em casa.

Além de cuidar dos dois filhos, Celeste tem sido a única responsável por fazer todos os serviços de casa, como cozinhar e limpar. Esgotada, resolveu escrever ao marido. O relato foi publicado no grupo Breastfeeding Mama Talk (conversas de mães que amamentam) há poucas semanas. E, desde então, tem sido compartilhada por centenas de mulheres que vivem a mesma situação dentro de casa. Intitulada "Querido marido", a carta traz ainda detalhes do cotidiano desta mãe de 35 anos. 

Veja também

"Pedi que você tomasse conta do bebê para que eu pudesse ir cedo para a cama. O bebê estava chorando. Eu podia ouvi-lo lá de cima, meu estômago estava embrulhado com o som, eu pensava se deveria descer para acalmá-lo ou fechar a porta para poder ter uma noite de sono desesperadamente necessária. Escolhi a segunda opção. Você entrou no quarto 20 minutos depois, com o bebê ainda chorando freneticamente. Colocou-o no berço e, com cuidado, empurrou o berço para mais perto do meu lado da cama, num claro gesto de que tinha acabado de tomar conta dele. Sou um ser humano, estou funcionando com cinco horas de sono e estou cansadíssima."

Em seguida, reclama da maneira como ambos estão entrando na dinâmica familiar a maneira como foram criados, com a mãe cuidando de tudo e o pai sendo o provedor, "ajudando às vezes". "Talvez as nossas mães tenham sofrido em silêncio durante anos e agora, trinta anos depois, simplesmente não se lembram de como era difícil. Ou talvez, e isto é algo que eu repreendo todos os dias, não sou tão qualificada para o trabalho como elas. E por mais que isso me destrua só de pensar, vou dizer: preciso de mais ajuda."

Celeste conta ainda que cuidar dos filhos não significa colocá-los diante da televisão. "Significa ter a certeza de que ele fez xixi, dar almoço, ver se ele quer água e preparar a mochila da escola", diz. E pede por descanso: "Aos finais de semana, preciso de mais pausas. Momentos em que eu possa sair de casa sozinha e sentir-me como um indivíduo. Mesmo que seja apenas um passeio pelo quarteirão ou uma ida à mercearia."

Entre os pedidos, ela pede inclusive que o marido tenha a iniciativa de colocar os pratos à mesa na hora das refeições sem que ela diga que é necessário fazer. Isso é o que muitas mulheres descrevem como "carga mental". Ou seja, a responsabilidade de ter que pensar em tudo sozinha.

Por fim, ela conta que deseja ouvir do companheiro um agradecimento por tudo o que tem feito. "Quero saber se reparou que as roupas estão limpas e um bom jantar foi preparado. Se você nota que eu amamento o bebê a todo momento e ainda bombeio o leite quando estou no trabalho para evitar fórmulas (...). Gostava de poder fazer tudo e fazer parecer fácil. Gostaria de não precisar de elogios por fazer coisas que a maioria das pessoas espera de uma mãe. Mas estou levantando uma bandeira branca e admitindo que sou apenas humana. Estou dizendo o quanto preciso de você, e se continuar neste ritmo que tenho ido, vou desabar. Isso faria mal a você, às crianças e à nossa família. E, vamos encarar a realidade, você precisa de mim também."

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!