Violência contra a mulher

Chris Brown ironiza repercussão de fotos em que segura o pescoço de mulher

Restaurante no Texas oferece cardápio sem preços para "ajudar o próximo"

Da Universa

30/03/2018 11h25

Envolvido em mais uma polêmica que lembra o episódio de agressão a ex - a cantora Rihanna, o rapper Chris Brown respondeu à repersussão de fotos reveladas nesta sexta (29) com ironia. Nas imagens, divulgadas pelo site TMZ, ele aparece apertando o pescoço de uma mulher. Em seu Instagram, ele nega a gressão e agradece a "publicidade".

"Obrigada por toda a publicidade de hoje. Vocês todos sabem que não estou indo por este caminho. Não há necessidade de me defender sobre o tema. Todos os que estão ao meu redor (meninas/meninos) são meus amigos. Sem brincadeira idiota. Sem ignorância. Fim de discussão. Amor".

Veja também

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

O flagra, no entanto, causou um enorme barulho nas redes sociais. Enquanto alguns criticam a atitude de Brown e dizem que "com violência contra a mulher não se brinca", outros pedem que "parem de tratá-lo como um monstro".

Histórico de agressões

A repercussão negativa das imagens tem fundamento no histórico de agressão protagonizado pelo cantor. Em 2009, o cantor foi acusado de ter agredido fisicamente a cantora Rihanna, sua namorada na época. O episódio foi bastante marcante e ganhou manchetes do mundo todo.

Em entrevista à revista Vanity Fair, ela declarou que chegou a pensar na possibilidade de mudá-lo. "Ficou no passado, mas eu não quero dizer ‘supera isso’ porque é algo muito sério, que ainda é relevante. Ainda é uma realidade. Muitas mulheres e garotas ainda passam por isso. Muitos garotos também. Não é algo para esconder debaixo do tapete, então eu não posso apenas ignorar como se não tivesse sido nada. Mas, para mim e para qualquer um que tenha sido vítima de violência doméstica, é difícil lembrar. Ninguém quer admitir [que passou por isso]."

O ocorrido, inclusive, voltou a ser notícia recentemente por conta de um jogo divulgado pela rede social Snapchat, que fazia alusão à agressão. Ela chamou de "burra" a atitude da plataforma e lamentou o fato de eles terem investido "dinheiro para fazer uma animação de algo que traz vergonha às vítimas de violência doméstica". Por isso, recusou inclusive o pedido de desculpas. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
BBC Brasil - Internacional
Da Universa
DW
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
DW
Da Universa
Violência contra a mulher
Da Universa
AFP
Da Universa
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Topo