Mães e filhos

Conheça 25 dicas de cuidados essenciais com seu bebê recém-nascido

iStock
Imagem: iStock

Geiza Martins

Colaboração para Universa

28/03/2018 04h00

Não há coisa mais maravilhosa na vida do que pegar no colo aquele "serzinho" que acabou de nascer. Passado esse momento inicial (e mágico), as dúvidas começam a aparecer e aterrorizar a sua mente, afinal, é de um recém-nascido que estamos falando. Todo o cuidado é pouco e os primeiros dias (e meses!) são difíceis mesmo. Para facilitar essa adaptação, reunimos aqui 25 dicas que ajudarão essa fase.

1) Primeiros dias de amamentação

Segundo o pediatra Carlo Crivellaro, ao chegar da maternidade, deve-se ficar atenta à amamentação, que é a única fonte de alimento do bebê nesta fase. Ofereça leite materno exclusivo, sempre que o bebê tiver fome, com intervalos na primeira semana de no máximo 3 a 4 horas, até que passe no pediatra. Outra dica é que a postura correta faz toda a diferença para o bebê.

Veja também

2) Dê olho nas fraldas

São elas que dirão se o bebê está tendo primeiros dias saudáveis. E quanto mais trocas, melhor! "Observe evacuações e quantidade de urina nas fraldas, pois fraldas cheias indicam que ele está mamando bem e boa hidratação".

3) Frequência

O filhote fez cocô? Tem de trocar a fralda sempre que isso acontecer (e existem  opções além da fralda descartável)! O bebê costuma evacuar depois de cada mamada. O mesmo vale para quando a fralda estiver cheia de xixi. E não se assuste com a quantidade, viu? Recém-nascidos exigem uma demanda de troca de fralda de cerca de 8 vezes por dia! Achou muito? Tem gente que está tentando abolir as fraldas.

4) Com o que limpar?

Algodão e água morna é o necessário, pois a pele é bastante delicada. A higiene total deve ser feita somente no banho mesmo. Ah, os lenços umedecidos podem ser usados só nos passeios, ok?

5) O bê-á-bá das fraldas

Antes de trocar a fralda, lave a mão! Depois, abra-a e não se esqueça de dobrar a parte do adesivo - não queremos que cole na pele do filhote! Enquanto fizer a higienização, dobre-a e coloque-a embaixo do bumbum. Importante: a limpeza tem de ser feita de frente para trás. O algodão tem que estar molhado e só pode ser usado uma vez. Pegue um novo a cada movimento.

Para limpar o bumbum, cruze as perninhas do bebê e levante-as com uma mão. Com a outra você dá conta da limpeza. Depois, seque suavemente com uma fraldinha de pano. Dá um trabalhão? Dá, mas o tempo passa muito rápido e logo vem o período do desfralde, você vai ver.

6) Cuidado extra

Caso você queira usar um creme antiassaduras, saiba que não deve jamais passar na genitália. Aplique somente na virilha e no bumbum.

7) Cordão umbilical

Tenha cuidado especial na higiene e limpeza com o coto do cordão umbilical. Os especialistas orientam como cuidar na maternidade. A queda geralmente ocorre de 7 a 14 dias.

8) #comofaz

Esqueceu os passos da limpeza? Não tem problema, o pediatra relembra: "Use uma haste flexível com ponta de algodão embebido em álcool a 70%. Limpe toda a volta do coto umbilical pelo menos uma vez por dia. Depois da queda do coto, mantenha a higiene da cicatriz umbilical com o álcool 70% até a cicatrização completa da pele".

9) Prepare sua lista de compras!

Há muitas compras inúteis nos primeiros meses. Para você fugir disso, Carlo Crivellaro contou o que não pode faltar em casa: fraldas tamanho RN, hastes flexíveis com ponta de algodão, algodão para higiene nas trocas de fralda, creme para prevenção de assaduras, acolchoado plastificado para troca de fralda, garrafa térmica e potinho de água, álcool a 70%, banheira de plástico, sabonete neutro para recém-nascidos, toalha com capuz, fralda de pano, paninho de boca, berço, colchão, lençóis, cadeirinha para carro, carrinho de bebê com posição deitada, almofada para amamentação.

10) O recém-nascido pode sair de casa?

"O ideal é não sair de casa nos primeiros dias, a não ser para a ida ao pediatra", aconselha o médico. Nesse caso, leve uma muda extra de roupa para trocar se necessário. A bolsa também deve conter fraldas extras. "Nessas poucas saídas pode ser usado lenço umedecido", afirma. Não se esqueça de vestir o bebê de acordo com o clima, sem agasalhar demais - há muitos mitos sobre bebês por aí, a principal é de que eles devem estar sempre muito bem aquecidos. Uma boa regra é colocar uma blusa a mais do que estamos usando no dia.

11) Olha o bebê!

Quando o recém-nascido chega em casa, é costume começarem as visitas. Mas, existe uma regra que deve ser seguida. Os visitantes só podem tocar no bebê após lavarem as mãos ou as limparem com álcool gel. Uma boa ideia é espalhar frascos de álcool gel pela sua casa.

12) Mas ele não tem sede?

Não! Recém-nascidos não precisam beber água. Aliás, você só precisará se preocupar com isso depois do sexto mês - e aí você precisa conversar com seu pediatra. Antes disso, a recomendação é de apenas leite materno, ok?

13) A hora de mamar

O pediatra afirma que o horário é determinado pelo bebê. "É o que chamamos de amamentação livre demanda". Mas, na primeira semana, até que seja checado o ganho de peso no pediatra, não se deve ultrapassar 3 a 4 horas de intervalo.

14) Ida ao pediatra

A primeira consulta deve ser em até uma semana após a alta da maternidade, a não ser que, no hospital, você seja orientada a passar antes, por algum motivo.

15) Choro e cólicas

Se o bebê tiver cólicas, o mais indicado é massagear a barriga com leves movimentos circulares ao redor do umbigo, no sentido horário. Você também pode fazer "ginástica" com as perninhas e bolsa de água quente. Vale ainda colocar de bruços, mas só sob supervisão de um adulto, ok? "Medicamentos devem ser discutidos caso a caso com o pediatra", diz Carlo.

16) Banho diário?

Segundo o pediatra, o bebê pode tomar banho todos os dias, mas não é absolutamente necessário. "Se tomar banho até 3 vezes por semana já é suficiente".

17) Os produtos certos!

Na hora de banhar, não há necessidade de xampu ou condicionador. Basta somente um sabonete neutro específico para bebês, que possa ser usado também no couro cabeludo e cabelos.

18) Vacinas indispensáveis

Segundo o pediatra, no primeiro mês apenas a BCG (contra casos graves de tuberculose) e a vacina contra Hepatite B são necessárias. Na verdade, você nem vai precisar se preocupar muito com isso, pois muitas maternidades já aplicam as duas vacinas.

19) Pets & baby

Se tiver animais em casa, não deixe o animal no mesmo ambiente que o bebê. "Tenha cuidados com higiene do ambiente (pelos e urina/fezes dos animais). E, obviamente, não deixe lamber rosto ou mãozinhas do bebê".

20) Onde dormir

De preferência, o bebê deve dormir no mesmo quarto dos pais nos 3 primeiros meses. O pediatra recomenda usar berço ou moisés no mesmo ambiente, mas não fazer cama compartilhada, já que existe o risco de alguém se virar sobre o bebê, sufocando-o. "Isso até que o bebê esteja maior, com uma rotina de sono mais definida", comenta. Os pais mais experientes, caso se sintam à vontade, podem deixar o bebê em outro quarto sozinho. Daí, o uso de babá eletrônica pode ajudar, mas não é imprescindível.

21) Retirando as casquinhas

Os recém-nascidos costumam passar por um processo de descamação, o que é bem comum, viu? É a dermatite seborreica, que normalmente forma uma crosta na cabeça. Mas também outros locais podem ser atingidos, como ouvidos e nariz. Retirar essa casquinha requer delicadeza. Você pode usar um óleo específico para recém-nascidos para fazer uma leve massagem. Mas com todo cuidado possível, ok?

22) Prevenção

Conseguiu eliminar as casquinhas? É bom prevenir que venham outras. Para isso, evite colocar toucas ou gorros. E não passe nenhum tipo de creme! É só o sabonete neutro e ponto.

23) O bebê é estrábico?

Provavelmente, ele não é não. Não se assuste. Nas primeiras semanas do rebento, os músculos responsáveis pelos olhos ainda estão aprendendo a funcionar. É por isso que, muitas vezes, o recém-nascido parece ser estrábico. Agora se o bebê não focar os olhos nunca, é recomendado falar sobre isso com seu pediatra.

24) Afinou?

Não se preocupe se o seu bebê mudar de aparência logo nos primeiros dias. É mais do que normal ele desinchar. Os pontos mais visíveis são o rosto, olhos e até os órgãos genitais.

25) Corte as unhas!

Essa tarefa pode até deixar você em pânico, com medo de machucar o baby. Mas é necessária, pois as unhas crescem rápido e ele pode se arranhar. Isso sem falar que impede o acúmulo de sujeiras que poderiam acabar na boca do bebê. O ideal é cortar semanalmente. Dica: faça quando ele estiver dormindo, vai ser muito mais fácil.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
Da Universa
Da Universa
BBC
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Mães e filhos
Da Universa
Da Universa
Da Universa
ANSA
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
DW
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Topo