Violência contra a mulher

Lésbicas e bissexuais sofrem 7 vezes mais assédios que homens no Carnaval

Fabio Teixeira/UOL
Imagem: Fabio Teixeira/UOL

22/03/2018 20h58

No Carnaval marcado por mensagens contra o assédio, um grupo decidiu ouvir mulheres e homens de diferentes orientações sexuais para identificar quem já havia sofrido esse tipo de agressão durante a festa.

Para isso, o coletivo Vote LGBT entrevistou 1.170 pessoas nos blocos carnavalescos da capital paulista e os resultados foram divulgados nesta quinta-feira (22). Dos consultados, 49% disseram já ter sofrido com beijos forçados, abuso sexual, encoxadas ou corpos tocados sem consentimento, além de abuso sexual e agressões física ou verbal.

Veja também

A diferença entre a violência reportada por homens héteros e pelos demais entrevistados chama a atenção. Para os organizadores da pesquisa, isso aponta que o machismo e a LGBTfobia caminham juntos e corpos de mulheres e gays, lésbicas e transexuais estão mais vulneráveis ao assédio. 

Para exemplificar, o estudo mostra que, enquanto apenas 3% dos homens héteros já foram beijados à força no Carnaval, mulheres héteros tiveram um índice seis vezes maior do que isso (20%), lésbicas e mulheres bissexuais passaram por esta situação com sete vezes mais frequência (24%) e transexuais e travestis, 10 vezes mais (33%).

O estudo ainda questionou quantas das agressões foram denunciadas às autoridades policiais. Quase 9% dos pesquisados tentaram dar queixa dos abusos à polícia, mas, destes, 68% não conseguiram completar a denúncia.

Para quem preferiu não denunciar, a justificativa mais usada foi o sentimento de "não vai dar em nada" (dita por 45%), seguida de "não consegui identificar o agressor". A pesquisa completa pode ser acessada neste link.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
BBC Brasil - Internacional
Da Universa
Da Universa
DW
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
DW
Da Universa
Violência contra a mulher
Da Universa
AFP
Da Universa
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Topo