Violência contra a mulher

Mulheres da cena heavy metal criam o #KillTheKing, seu próprio #MeToo

Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Da Universa

16/03/2018 16h26

Cada vez mais mulheres estão tomando coragem para denunciar casos de abuso e de assédio em diferentes áreas. A exemplo do #MeToo, que expôs o problema na indústria do cinema, surge o #KillTheKing, que deseja dar voz às mulheres apaixonadas pelo heavy metal.

Na página oficial, criada em janeiro, um manifesto deixa claro que o movimento deseja dar o alerta em várias frentes da cena metaleira. “Exigimos que bandas, selos de gravadoras, empresários, revistas de música e fãs se posicionem contra o sexismo, assédio e abuso”.

Veja também

“Parem de colocar abusadores no palco para serem idolatrados. Não deixe que seus fãs agarrem ou molestem pessoas na plateia. Não sejam leais a um abusador”, continua.

O movimento pede, ainda, que todos se pronunciem sobre abusos, defendam e respeitem as mulheres que frequentam a cena.

“Nenhuma banda é tão boa que valha estupro. Tivemos o bastante e nós sabemos quem vocês são. Saiam daqui”, conclui.

Movimento cresce

O #KillTheKing surgiu na Suécia e ganhou ainda mais repercussão em fevereiro, quando o vocalista da banda Destroyer 666, Keith “K.K. Warslut”, falou diretamente contra o movimento em um show no país escandinavo (“Algumas mulheres deste país têm problemas coma gente. Eu sei o que elas precisam. Pau duro!”).

Desde então, a banda tem sido rejeitada em festivais e muitos shows foram cancelados. Em resposta a isso, a banda postou em sua página que “não vai recuar”. Mesma ideia do movimento #KillTheKing.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
BBC Brasil - Internacional
Da Universa
Da Universa
DW
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
DW
Da Universa
Violência contra a mulher
Da Universa
AFP
Da Universa
EFE
Da Universa
Topo