Direitos da mulher

Para Claudia Raia, mulher é corajosa: "Enjoei da palavra 'empoderada'"

Iwi Onodera/Brazil News
Claudia Raia Imagem: Iwi Onodera/Brazil News

Carolina Martins

Colaboração para Universa

15/03/2018 10h42

Reconhecida por encarnar tipos diversos de mulheres ao longo de sua carreira, Claudia Raia se prepara para um novo desafio: dar voz a uma ex-atriz de pornochanchada na próxima novela das 19h da Globo, "Anos Incríveis".

"É uma mulher sexy sem dúvida nenhuma. Nunca tive pudor em mostrar meu corpo porque sou atriz. Somos atores e temos que fazer tudo, até raspar a cabeça e sair pelada, e eu faria isso tudo por um personagem maravilhoso”, disse.

Veja também

Já se preparando para viver o novo papel, a atriz refletiu sobre o cenário atual de lutas e conquistas para a mulher na sociedade em conversa com a Universa durante o lançamento da coleção de joias "Pandora Shine" nesta quarta, 14, em São Paulo.

"Prefiro a palavra coragem do que empoderada. Enjoei um pouco dessa palavra. Eu acho que a coragem é uma virtude da mulher. A mulher sente a dor que o homem não sente, ela menstrua todo mês, ela tem filho, ela amamenta... Sem dúvida nenhuma, o ser feminino é corajoso”.

Claudia ainda relembrou momentos difíceis de sua trajetória e falou de uma mulher que ajudou a despertar nela esta coragem: sua mãe.

"Eu acho que a mulher está ficando cada vez mais liberada para ser corajosa. Tem gente que já vai desbravando tudo que nem uma louca como eu por exemplo. Aos 13 anos eu falei para minha mãe que iria para Nova York e que, se ela não deixasse, eu fugiria".

"Eu fui porque ela resolveu se aliar a mim. Eu era um passarinho que queria voar e se eu não voasse eu quebraria tudo e aí seria pior. Ela foi corajosa e inteligente além de tudo. E aí fiz uma aliança com ela para a vida inteira, claro”, revelou. “Mas eu fui atrás do que era meu. Aos 18 anos não tinha ninguém que produzisse musical nesse país. Eu vendi um carro e um flat que eu tinha e produzi. Eu tive oportunidades e agarrei. E eu acho que é isso que a mulher tem que fazer e sem medo”.

Mãe de dois filhos, Enzo e Sophia, frutos de seu casamento com o ex, Edson Celulari, Claudia ainda contou qual foi o presente especial que deu à filha em sua festa de debutante, em janeiro.

"Ela é talvez mais calma que eu. Quando ela fez 15 anos, cada pessoa falou uma palavra na hora do parabéns. Eu desejei: 'Liberdade, minha filha. Nunca deixe ninguém e nem nada impedir que você seja a mulher que você quiser ser'. Ela quase morreu", se divertiu Claudia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
Da Universa
Da Universa
Da Universa
ANSA
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Bloomberg
EFE
EFE
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
BBC
ANSA
Da Universa
AFP
Da Universa
Estadão Conteúdo
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
do UOL
BBC
EFE
EFE
Estadão Conteúdo
do UOL
Opiniões

Opiniões

O verbo SER: nenhum ser humano essencialmente bom pode não ser feminista

Eu sou Feminista. Tu és Feminista? Ele é Feminista! Ela não é Feminista?? Nós somos Feministas! Vós sois Feministas? Eles são Feministas! Elas não são Feministas?? Eu não sou Feminista?!? Sou sim, mas sei que preciso ser mais e melhor... Tu és Feminista. Apenas não sabes... Ele não é Feminista? Poderia ser sim, aliás, deveria, ainda que por empatia... Ela é Feminista! E ainda bem que tem consciência de que o é... Nós não somos Feministas? Claro que somos, ainda que disso não falemos o tempo todo... Vós sois Feministas. E fazem muito bem em o ser... Eles não são Feministas? Mas deveriam, pois todos os seres humanos deveriam ser, uns por essência e outros por empatia. E fato é que todos deveriam ser... Elas são Feministas. Sim, são, aliás, feministas convictas. E apesar de toda a ignorante discriminação que sofrem... E você? é ou não é? Sabes afinal o que é ser feminista? Sabes de verdade? Sem preconceitos? Ser feminista é ser simplesmente a favor da igualdade de direitos entre homens e mulheres e a favor do respeito à condição feminina. Ser feminista, portanto, é lutar contra os preconceitos que aprisionam, intimidam e limitam as mulheres nas empresas, nos espaços públicos, nas escolas e nas universidades, nas casas e nas famílias, nos jardins, nas ruas e nas praças da nação e deste mundo, impedindo-as de irem mais longe e de serem mais naturalmente felizes. Ser feminista é lutar pelo reconhecimento dos direitos civis e humanos de todas as mulheres; é lutar para que tais direitos não sejam nem menores e nem menos importantes de que os de quaisquer outros seres humanos. Ser feminista é não aceitar que uma mulher seja morta neste país a cada hora e meia apenas e tão somente porque ela é mulher. Ser feminista é perceber que é um absurdo sermos um dos países do mundo em que há menos mulheres no Legislativo e na cúpula dos Poderes Instituídos do Estado, fatos esses que enfraquecem e desqualificam o ambiente da democracia brasileira. Ser feminista é saber que enquanto não tivermos mulheres ocupando isonomicamente todos os espaços, especialmente os espaços de poder e decisão, que são os espaços em que são tomadas as decisões mais relevantes e impactantes para o presente e para o futuro da nação brasileira e de toda a nossa sociedade, não teremos um país justo, equilibrado, contemporâneo e nem será o nosso país um país melhor. Ser feminista é ter consciência da absoluta e profunda importância da mulher para o desenvolvimento e para o aprimoramento otimizado da humanidade e dos países contemporaneamente. Ser feminista é apenas querer que todas as mulheres possam andar tranquilamente pelas ruas deste país sem correrem o risco de serem assediadas, desrespeitadas, diminuídas, estupradas ou atacadas. Portanto, tenho certeza de que você é feminista, pois nenhum ser humano essencialmente bom pode não ser feminista. Você só não sabia ou não tinha consciência de que era, como eu mesma um dia não tive consciência de que era. Mas isso foi há muitos e muitos anos... Desde então, eu lutei para ser um ser humano melhor e penso que, pelo menos, amadureci e, por decorrência, pude perceber e reconhecer que eu sou Feminista sim e é ótimo assim ser. E, aliás, sempre é tempo para ser e se reconhecer como um ser humano melhor... E você? Não quer ser um ser humano melhor?

Direitos da mulher
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo