Recomenda

Dicas de filmes, séries, leituras, sons, espetáculos

Qual o segredo da indiana que tem 2 livros entre os mais lidos no Brasil?

Baljit Singh/Divulgação | Arte: Karen Hofstetter/Universa
A autora de "O que Sol faz com as flores" Imagem: Baljit Singh/Divulgação | Arte: Karen Hofstetter/Universa

Marcos Candido

Da Universa, em São Paulo

15/03/2018 04h00

Rupi Kaur é o nome da poeta que há mais de um ano está na lista de autores mais vendidos no Brasil. Em fevereiro deste ano, com o lançamento de seu segundo livro, “O Que o Sol Faz com as Flores” (Ed. Planeta), a escritora conseguiu emplacar dois títulos simultâneos no top 10 dos mais procurados. Mas por que a obra da autora naturalizada canadense, nascida na Índia, é um sucesso?

Veja também

A culpa é do Insta

Boa parte dessa repercussão em torno de Rupi se deve à internet. Seus poemas curtos começaram a fazer sucesso por volta de 2014 no Instagram, onde tem 2,4 milhões de seguidores. Rupi recebeu até mesmo a alcunha de ‘Instapoet’ (ou “poeta de instagram”).

Divulgação
Capa de "O que o sol faz com as flores", de Rupi Kaur Imagem: Divulgação

O burburinho definitivo por aqui se deu em 2017, com o lançamento da versão em português de “Outros Jeitos de Usar a Boca” (Ed. Planeta), título ainda entre os mais vendidos no Brasil, batendo a marca de 100 mil cópias.

Na obra de poemas curtos são expostos temas como opressão de gênero, sexualidade e machismo. Youtubers, como Jout Jout, passaram a compartilhar e a discutir a obra na rede e em rodas de discussão. 

"'Outros Jeitos de Usar a Boca' foi como um grito de tantas mulheres que estava sufocado e Rupi conseguiu botar para fora de uma forma acessível e identificável”, analisa Luiza Lewkowicz, editora do novo livro da poeta.

Busca por escritoras aumentou

Para Luiza, o frisson também é associado a um movimento maior, em que escritoras têm sido mais lidas e respeitadas, como é o caso da nigeriana Chimamanda Ngozi  Adichie, autora de “Sejamos Todas Feministas” (Companhia das Letras).

A diferença entre o livro de estreia e o título mais recente de Rupi são os temas e também a forma de contá-los. 

“‘Outros Jeitos’ é organizado em ‘a dor’, ‘o amor’, ‘a ruptura’ e ‘a cura’. Em ‘O que o Sol Faz com as Flores’ as partes se dividem em ‘murchar’, ‘cair’, ‘enraizar’, ‘crescer’ e ‘florescer’, representando o ciclo de vida de uma flor”, explica Luiza. A infância e a família --em especial, a relação com a mãe-- também ganham cena. 

Prós e contras

É verdade que a fama também traz críticas, que são direcionadas à fórmula ‘semipronta' dos poemas. Outras críticas dizem que tópicos, como violência e racismo, são abordados apenas para atingir o efeito viral, deixando de lado a suposta aura autobiográfica.

Para Luiza, porém, a mensagem vai além. “Estamos discutindo construções de processos identitários, questões de gênero e raciais e direitos humanos, ainda que em meio a governos totalitários. Esse movimento [de escritoras feministas] pode e deve ser uma forma de revolução”, conclui.

Ficha técnica
O que o Sol faz com as flores
Rupi Kaur
256 páginas
R$ 34,90

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
do UOL
Topo