Violência contra a mulher

Para 23% dos homens, é normal que chefe espere por sexo com funcionária

Getty Images
Imagem: Getty Images

Da Universa

13/03/2018 10h20

Uma pesquisa divulgada no último dia 8 da ONG CARE revela números assustadores sobre assédio e abuso sexual no ambiente de trabalho. Entre 23% dos homens de um total de 9408 adultos de oito países, 23% acredita que é aceitável o empregador pedir ou esperar por uma interação íntima ou sexo com suas funcionárias.

Essa realidade é mais forte no Egito, onde 62% dos pesquisados acreditam que a conduta é normal. Australia, Equador, Índia, África do Sul, Estados Unidos, Reino Unidos e Vietnã são os outros países envolvidos.

Veja também

32% das mulheres entrevistadas afirmam já terem sido vítimas de assédio ou abuso no trabalho.

“Esperar por sexo com seu funcionário não é um requisito profissional, é abuso sexual”, diz Michelle Nunn, CEO da ONG.

Entre outros absurdos estão 44% dos homens entre 18 e 34 anos dos Estados Unidos que acham ok fazer piadas sexuais no trabalho contra 22% das mulheres com a mesma opinião. Na índia, 52% dos homens acham que é às vezes (34%) ou sempre (18%) aceitável “ranquear” seus colegas baseados na aparência, contra 35% das mulheres.

No Reino Unido, 35% dos entrevistados acredita que é aceitável beliscar o bumbum do colega. Na índia, 33% acreditam que cantadas e “fiu-fiu” é normal.

Esperança de mudança

65% das mulheres acreditam que movimentos como o #MeToo terão impacto positivo nos ambientes de trabalho pelo mundo.

A pesquisa faz parte do lançamento de uma campanha global contra violência no ambiente de trabalho chamada #ThisIsNotWorking.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Da Universa
Da Universa
ANSA
AFP
RFI
Da Universa
ANSA
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
BBC
AFP
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
EFE
Da Universa
Da Universa
DW
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
Da Universa
AFP
Da Universa
BBC
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
ANSA
Da Universa
Da Universa
Da Universa
ANSA
Topo