menu
Topo

Autoestima

10 momentos em que Preta Gil não teve vergonha do seu corpo

Do UOL

04/03/2018 18h47

Preta Gil demorou anos para aceitar quem sempre foi e quem é. Mas aos 43 anos, após fazer uma lipoaspiração por impulso, a cantora resolveu assumir seu corpo, suas curvas, suas celulites e estrias.

Servindo de inspiração para muitas mulheres, que diariamente são massacradas por propagandas e discursos que pregam apenas um padrão de beleza - "alta, branca e magra" -, ela, que costuma evitar praias do Rio de Janeiro, onde mora, por conta dos cliques dos paparazzi, criou seu próprio álbum de autoestima e nós reunimos aqui 10 lições de aceitação de Preta sobre seu corpo, nosso corpo.

"Chegar no nível de amadurecimento e aceitação que cheguei não foi fácil. Fomos massacradas por uma ditadura que nos dizia que era feio mostrar isso, era feio não ter o corpo magro, e tantas outras imposições. Eu mesma caí nessa armadilha tão cruel, também tentei ser quem não era e paguei um preço alto. Mas depois de 43 anos e de uma vida muito bem vivida, com muitas superações, muitas lutas e muito amor, consegui me libertar e ser eu mesma, e digo a vocês o quão libertador é se amar e se aceitar como nós somos", declarou ela neste domingo (4) aos seus seguidores.

Celulites? Com orgulho!

A post shared by Preta Gil (@pretagil)

on

"Não tenham vergonha de si própria, não se comparem aos outros"

A post shared by Preta Gil (@pretagil)

on

"Cada mulher tem sua própria beleza, se amem. Juntas somos mais fortes" 

A post shared by Preta Gil (@pretagil)

on

“Cada marca no meu corpo foi uma vivência, foi uma história”

A post shared by Preta Gil (@pretagil)

on

"Sou vaidosa, me cuido, faço dieta (forçada, mas faço), faço exercício principalmente para o meu joelho, cuido da minha saúde e é isso que importa: saúde"

A post shared by Preta Gil (@pretagil)

on

"Sem padrões, sem sofrimento"

A post shared by Preta Gil (@pretagil)

on

O verão (ou qualquer outra estação) é para todas

A post shared by Preta Gil (@pretagil)

on

Para todos

A post shared by Preta Gil (@pretagil)

on

"Não precisei de coragem para ser quem sou, precisei me amar" 

A post shared by Preta Gil (@pretagil) on

O processo é longo, mas gratificante

A post shared by Preta Gil (@pretagil)

on