menu
Topo

Relacionamentos

Sua vida amorosa está empacada? Essas 4 quatro crenças podem ser o problema

Getty Images
Bancar a difícil pode funcionar momentaneamente, mas é uma cilada para os dois Imagem: Getty Images

Carolina Prado e Letícia Rós

Colaboração para o UOL

28/02/2018 04h00

A gente já consegue pagar contas e fazer compras com apenas um clique no celular, mas, em alguns setores da vida, a evolução parece um pouco mais lenta. Na relação com o crush, por exemplo.

Aquela história de tachar uma mulher de “fácil” --e que, portanto, “não serve para um relacionamento sério”-- ainda vive no imaginário coletivo de muitas de nós, infelizmente. Essa e outras crenças podem estar arruinando os seus relacionamentos, antes mesmo de eles iniciarem. Chegou a hora de virar esse jogo.

Veja também:

1 - Fácil x difícil

Planejar ser difícil (ficar negando convites para sair, demorar dias para responder uma mensagem só para não parecer disponível...) é joguinho de sedução, mas acaba com a espontaneidade.

“Na realidade dos relacionamentos, significa ‘vou jogar e que vença o melhor. E que o melhor seja eu’. Pode funcionar momentaneamente, mas é uma cilada para os dois”, diz Gislene Teixeira, coach de relacionamento e sexualidade.

A especialista explica: “Uma hora, sua espontaneidade virá à tona e ela pode não ser bem aceita pelo homem, que, no primeiro momento, pode até ter se encantado por aquela personagem que você representou, mas não por quem você realmente é”, fala.

2 - Sexo no primeiro encontro queima o filme?

Claro que não. Transar ou não logo de cara não define a seriedade da relação. “Se você está com um cara legal, isso em nada vai influenciar no futuro de vocês. Mesmo porque ali você também pode sentir se vocês têm química e se VOCÊ também deseja levar um relacionamento para frente. O amor é lindo, mas o sexo tem de ser bom também, não é?”, diz a sexóloga Marcelle  Paganini.

Além disso, se alguém julgou você por ter transado no primeiro encontro e sumiu, é bom agradecer pela chance que a vida te deu, de se livrar de alguém com a mentalidade retrógrada..

3 - Dar o primeiro passo

Sim, já foi esperado que a mulher tivesse o papel mais passivo na paquera. Mas, hoje, acreditar nisso só leva você a perder oportunidades de se relacionar com alguém interessante. Não há nada de errado em tomar a iniciativa.

“Demonstra que você sabe o que quer e não fica esperando o outro tomar decisões no seu lugar. E pode ser um grande facilitador, caso ele seja tímido. Alguém tem de tomar a iniciativa, por que não você?”, questiona Gislene Teixeira.

Ela sugere: “Analise o cenário, veja onde está pisando, escolha o melhor momento para estabelecer essa conexão. Se for por celular, mande uma mensagem e pergunte se a pessoa pode falar antes de começar a puxar papo”, sugere a coach.

4 - E se não rolar?

Ser espontânea nessas primeiras fases do relacionamento tem a ver com passar por cima de crenças antigas, mas também com suportar a possibilidade de rejeição ou a de ser mal interpretada. Mas, pense pelo lado positivo, por mais frustrada que você possa ficar após um fora, pelo menos, não ficou com aquele bichinho da dúvida (o famoso “e se?”).

“O que de pior pode acontecer é a conhecer outra pessoa que corresponda ao seu afeto. O tempo pode curar qualquer pé na bunda dessa maravilhosa aventura que são as relações humanas”, diz o coach de sexualidade Jivan Pramod.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!