menu
Topo

Direitos da mulher

Mulheres ainda ganham em média 15% menos do que homens no Brasil, diz MTE

Getty Images
O Distrito Federal é a única unidade da federação onde o rendimento médio das mulheres é maior do que o dos homens Imagem: Getty Images

do UOL, em São Paulo

26/02/2018 13h18

A participação feminina no mercado está em alta, aponta o Ministério do Trabalho e Emprego.

De acordo com os dados mais recentes da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), publicado no último dia 19, elas representavam 44% da força de trabalho do Brasil em 2016 — um aumento de quase 5% em relação ao número de 2007, de 40,85%.

Veja também

A diferença salarial entre gêneros também vem diminuindo, segundo o levantamento, de 17% há uma década para 15% hoje. Em 2007, o rendimento médio dos homens era de R$ 1.458,51, enquanto o das mulheres era de R$ 1.207,36.

Em 2016, último ano aferido pelo último relatório que leva em conta apenas vagas formais, a média salarial masculina era de R$ 3.063,33 e a feminina, de R$ 2.585,44.

Atualmente, o Distrito Federal é a única unidade da federação onde o rendimento das mulheres é maior do que o dos homens. Alagoas e Pará possuem o menor índice de desigualdade, enquanto São Paulo tem o maior.

A Rais ainda apontou que, apesar da desigualdade salarial, as mulheres são a maioria dos trabalhadores com ensino superior completo.