menu
Topo

Mães e filhos

Grazi Massafera: "Não entendo a cabeça de quem não quer ter filho"

AgNews
Grazi Massafera falou sobre a relação com a filha durante evento de moda em São Paulo Imagem: AgNews

Carolina Martins

Colaboração com o UOL

21/02/2018 10h22

Para Grazi Massafera, o momento de maior realização de sua vida não chegou com o trabalho. 

Em um papo com o UOL nesta terça, 20, durante o lançamento da coleção de outono 2018 da marca Rosa Chá em São Paulo, a atriz revelou que é na filha, Sofia, de 5 anos que encontra o principal laço e satisfação. 

Veja também

"Eu tenho muita dó de quem não pode ter filho", disse sobre a trama de sua personagem Lívia, de "O Outro Lado do Paraíso", que não consegue engravidar. "A realização da minha vida foi ser mãe, todo o processo, me achei linda grávida. Não entendo a cabeça de quem não quer ter filho".

Grazi revela que a pedofilia, um dos temas abordados pela novela, é uma preocupação sua em relação à filha. "Eu nunca fui de ficar e dormir em casa de amiguinha e essa história acaba se repetindo. É saudável ir na casa de amiguinha, eu deixo, não sou aquela mãe ultra protetora, mas... Eu sou muito canceriana”, brincou ao dar a entender que é uma mãe guardiã.

A relação com Sofia é tão protagonista na vida da atriz que ela considerou a possibilidade de deixar a carreira de lado para se dedicar integralmente à criação dela. 

"Eu faço tudo que posso por aquela criança, eu esqueço de mim. Eu sou daquelas que queria ter parado de trabalhar e ficar anos cuidando dela. Mas [mudei de ideia] quando caiu a minha ficha de que minha mãe trabalhou enquanto eu estava crescendo. A ausência dela significou que ela estava batalhando por nós", relembrou ao pontuar que tipo de exemplo gostaria de dar à filha. 

Reconhecida como um símbolo de mulher independente pela carreira bem-sucedida que administra na tevê, a atriz afirma que faz questão de também ter apoio de um companheiro em sua vida pessoal.

"Minha mãe, quando casou com meu pai, não podia trabalhar. Meu irmão é casado com minha cunhada, que não trabalha. Eles são esse tipo de homem, que eu admiro também. Emocionalmente, eu gosto [de depender], eu quero de ter um companheiro. As feministas podem me odiar nesse momento, mas eu gosto de ter relacionamento, de dividir. Isso traz para a gente um amadurecimento contínuo, porque conviver com o outro é muito difícil".

Recentemente, Grazi reatou seu namoro de dois anos com o empresário Patrick Boulus — uma história que ela prefere preservar dos olhos dos fãs. "De vez em quando, coloco uma fotinha [nas redes] para dar um alvorocinho, mas não gosto, não. Porque é uma escolha que eu fiz e ele também, por não ser uma pessoa pública".

“É bacana ter um relacionamento mais reservado", concluiu.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!