menu
Topo

Violência contra a mulher

Sarah Jessica Parker relembra assédio que sofreu em set: "Saí chorando"

Getty Images
Sarah Jessica Parker também vestiu preto no Globo de Ouro em protesto contra os escândalos de assédio Imagem: Getty Images

do UOL, em São Paulo

16/02/2018 10h23

Sarah Jessica Parker é conhecida hoje por ter vivido Carrie Bradshaw, a personagem de "Sex and the City" que inspirou e empoderou mulheres a tomarem as rédeas de sua sexualidade nos anos 90 e 2000.

Mas, em entrevista à revista americana "People", ela relembrou outro momento — difícil — que ela considera determinante para sua carreira: aquele em que ela teve que se defender de assédios nos sets.

Veja também

A atriz conta que sofreu muita pressão para ficar nua em cena ao longo da carreira, algo que ela se recusa abertamente a fazer. "Não sei se sempre tive autoconfiança ou se tive muito aconselhamento das pessoas. Mas havia muita pressão para eu tirar a roupa".

"Um dia, meu agente [Kevin Huvane] mandou um carro e uma passagem de avião para o set e disse: 'se alguém tentar forçá-la a fazer qualquer coisa que a deixe desconfortável, você não faça'. Ouvindo as histórias contadas agora sobre o que acontecia naquela época, sei o quanto fui sortuda por ter alguém — neste caso, um homem — me apoiando". 

Sarah diz ainda que, recentemente, encontrou com uma ex-colega de um set que ela abandonou justamente pelo assédio dos produtores, que exigiam sua nudez. O que a conhecida disse à atriz? "Eu me lembro de você soluçando [de chorar]".

"Eles diziam: 'Sarah Jessica estará nua amanhã' e eu respondia: 'não vou ficar pelada'", relembrou.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!