menu
Topo

Violência contra a mulher

Emma Watson anuncia novas regras do cinema britânico contra assédio

Getty Images
A ativista Marai Larasi, da Imkaan, acompanha a atriz Emma Watson no Globo de Ouro 2018 Imagem: Getty Images

Do UOL

14/02/2018 11h59

Diante dos movimentos #MeToo e Time’s Up nos Estados Unidos, a British Film Institute, maior organização do cinema britânico, anunciou nesta quarta (13) uma carta de princípios contra assédio e bullying na indústria. E a “embaixadora” da iniciativa não poderia ser melhor: Emma Watson, atriz, feminista e embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres.

“Não havia diretrizes para quem fosse assediado”, diz a artista no vídeo de divulgação.

Veja também

Segundo a publicação, atores, diretores, câmeras, roteiristas e todos os que estão envolvidos na produção de filmes devem ser responsáveis pela criação de um ambiente positivo. Assédio em todas as formas e constrangimentos de qualquer natureza não serão tolerados e devem ser denunciados, investigados e punidos.

A carta ainda declara que respeito pela diversidade é um dos nortes para a criação de ambientes de trabalho mais inclusivos e agradáveis. Além disso, a publicação defende a igualdade na apuração das denúncias, seja qual for o nível de hierarquia e tempo de trabalho.

São signatários da carta de princípios: BFI, BAFTA, BBC Films, BECTU Sector of Prospect, British Film Commission, British Society of Cinematographers, Creative England, Creative Scotland, Creative Skillset, The Cinema and Television Benevolent Fund, Directors UK, Edinburgh International Film Festival, Equity, Ffilm Cymru Wales, Film4, Film London, Independent Cinema Office, Into Film, Motion Picture Association, Northern Ireland Screen, Pact, The Production Guild, Sheffield Doc/Fest, UK Interactive Entertainment, UK Screen Alliance, Women in Film & TV e Writers’ Guild of Great Britain.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!