menu
Topo

Diversidade

Atletas abertamente LGBTs fazem história nas Olimpíadas de Inverno

Getty Images
O esquiador americano Gus Kenworthy, uma das vozes do Orgulho LGBT na Olimpíada de Inverno Imagem: Getty Images

do UOL, em São Paulo

14/02/2018 12h16

As Olimpíadas de Inverno de 2018, em Pyeongchang já são palco de um novo recorde: esta é a edição dos Jogos com o maior número de atletas abertamente LGBTs da história.

São 14 atletas: um número que pode parecer pequeno, a priori, mas é o dobro daqueles presentes na última competição, em Sochi, em 2014.

Veja também

Uma lista divulgada pelo site de notícias esportivas do universo gay "Outsports" relembra todos os atletas presentes nas disputas que já falaram sobre sua orientação sexual e discutiram a importância da representatividade da comunidade nos esportes frente à homofobia.

Entre eles está o esquiador americano Gus Kenworthy, que em um post recente celebrou sua sexualidade na abertura dos Jogos ao lado do patinador Adam Rippon. Este último, aliás, já fez história nos Jogos ao se tornar o primeiro americano abertamente gay a ganhar medalha em uma Olimpíada de Inverno, na patinação artística.

Já os Jogos Olímpicos de Verão, que costumam ter um número de competidores muito maior, receberam 56 atletas que se declaram LGBTs em sua última edição, no Rio em 2016.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!