menu
Topo

Recomenda

Dicas de filmes, séries, leituras, sons, espetáculos

Quer saber mais sobre moda? Personalidades dão dicas do que ver na Netflix

Marcela Duarte

Colaboração para o UOL

12/02/2018 04h00

É fã de moda, adora saber as tendencinhas e vive folheando revistas atrás de informação? Pois você tem outro aliado para consultar: Netflix.

Conversamos com cinco especialistas e personalidades ligadas à moda e perguntamos: “Quais séries e filmes que todo mundo que ama moda deve ver?”. Confira as dicas -- e inclua na sua lista.

Veja também

"Franca: Chaos  and  Creation", 2016

Reprodução
Imagem: Reprodução

Quem indicou? Rodrigo Polack, stylist de celebridades como Ludmilla e Gaby Amarantos.

Sobre o quê? A carreira de Franca Sozzani, editora da "Vogue Itália" durante 28 anos. O filme foi dirigido por Francesco Carrozzini, filho de Franca, lançado pouco antes de ela morrer, em 2016.

Por que ver? "Com participações e depoimentos de grandes estilistas, fotógrafos e profissionais de moda, o documentário é uma fonte incrível de imagens e referências do universo de Franca. Dona de uma linguagem única e sempre corajosa, ela foi precursora em muitos temas abordados, como a primeira edição com 100% dos ensaios com modelos negros. Corpos fora do padrão da moda, política e economia recebiam linguagens glamourizadas, em imagens fortes e super questionadoras. Imperdível para quem se interessa por pessoas à frente de seu tempo, independentemente de trabalhar ou não no ramo."

"The Crown”, duas temporadas

Divulgação
Imagem: Divulgação

Quem indicou? Camila Yahn, editora de moda.

Sobre o quê? É uma história biográfica sobre o reinado da Rainha Elizabeth II.

Por que ver? Série mais cara da Netflix, com orçamento de US$ 130 milhões por temporada, é, para Camila, "uma reconstrução impecável". "Parece que foi filmada naqueles palácios, naquelas situações, é muito impressionante e, claro, isso envolve o figurino. A partir de pesquisas históricas, as peças mais icônicas da rainha foram reconstruídas, como as usadas no casamento e na coroação. Há peças originais, que foram emprestadas, e outras refeitas por grifes. Você faz essa conexão entre a personalidade dela e a posição que ela ocupa, o lado rainha e o lado ser humano. Mas a porção empresa dela, como rainha, falava muito mais alto, e a gente vê isso nas roupas."

"Girlboss", uma temporada

Divulgação
Imagem: Divulgação

Quem indicou? Mel Galhardo, blogueira e personal stylist.

Sobre o quê? É baseada na história de Sophia Amoruso, criadora do e-commerce Nasty Gal.

Por que ver? "Fique atento ao mix de estilo da personagem principal. Ela mistura vintage com moderno, peças metalizadas com lisas, moletom com saia plissada… Faz looks bem fora da caixa, bem despojados e acho que entra bem para essa nossa época. Recomendo para quem é mais fashionista.”

"Dark", uma temporada

Divulgação
Imagem: Divulgação

Quem indicou? Higor Bastos, fotógrafo.

Sobre o quê? Série de suspense, trata do desaparecimento de duas crianças em uma cidade alemã. A partir daí, aborda o tema de viagens no tempo e o entrelaçamento temporal.

Por que ver? Primeira produção original alemã da Netflix, se passa em três momentos distintos: 2019, 1986 e 1953. "Gosto muito dos figurinos da década de 1980, que está superatual: jeans lavado, jaqueta de couro… é um hipster cool. São os cool kids da Alemanha da década de 80. Eles trabalham muito bem os detalhes de todas as décadas."

"Glow!", uma temporada

Divulgação
Imagem: Divulgação

Quem indicou? Wellington Mendes, especialista em produção de imagem de moda e direção criativa.

Sobre o quê? A série gira em torno da ficção dos personagens e golpes do circuito de Luta profissional feminina sindicada, o Gorgeous Ladies of Wrestling (ou Glow).

Por que ver? “Uma escolha bastante assertiva para os amantes de figurino assistirem. Em sua narrativa, retrata a atmosfera dos anos 1980, repleta de cores vibrantes, metalizadas, as maravilhosas polainas, penteados e ombreiras. É um medley cheio de estilo e categoria de uma das décadas mais emblemáticas e maravilhosas de nossa contemporaneidade."

"Peaky Blinders”, quatro temporadas

Divulgação
Imagem: Divulgação

Quem indicou? Camila Yahn, editora de moda.

Sobre o quê? Série britânica baseada nas façanhas da gangue Peaky Blinders, em Birmingham, na Inglaterra, após a Primeira Guerra Mundial.

Por que ver? "É a gangue mais estilosa que já apareceu em uma série. Acho que desde 'Mad  Men' o estilo masculino não ficava tão em evidência. O estilo dos Peaky  Blinders renovou o interesse no terno de três peças e na estética vintage. A gangue era conhecida pela forma de se vestir: tinha corte de cabelo diferente, se vestia de forma elegante, que passava poder para a comunidade, mas não a colocava no mesmo nível da aristocracia. E é uma série muito bacana de ver por causa do roteiro, da fotografia, da reconstrução do período e da direção de arte."

“Scandal”, sete temporadas

Reprodução
Imagem: Reprodução

Quem indicou? Mel Galhardo, blogueira e personal stylist.

Sobre o quê? A série conta a história de Olivia Pope, uma ex-funcionária da Casa Branca responsável pela criação da Olivia Pope & Associates, uma empresa de gerenciamento de crises. A personagem é inspirada na ex-assessora de imprensa do governo de George H. W. Bush, Judy Smith.

Por que ver? “Para quem é mais tradicional ou precisa vestir um look sério, dá para tirar muita ideia legal para fugir dessa seriedade. Preste atenção ao mix de texturas e de estampas do figurino. São looks que fogem da coisa 'seriona' de quem trabalha em escritório de advocacia. Ela mistura também diferentes tamanhos, um casacão com uma calça mais sequinha, usa bastante acessório, cachecol. Também tem boas referências para quem vai fazer uma viagem e não tem ideia de looks invernais."

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!