menu
Topo

Universa

Atleta gay se recusa a encontrar vice-presidente dos Estados Unidos

Reprodução
Mike Pence Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

12/02/2018 17h58

O patinador Adam Rippon, atleta abertamente homossexual a disputar as Olimpíadas de Inverno pelos Estados Unidos, tem recusado a se encontrar com o vice-presidente norte-americano Mike Pence.

O motivo é que o vice de Donald Trump é acusado por atletas, como Rippon, de ter um histórico de homofobia.

Em 2000, quando disputava uma vaga como congressista, a campanha de Pence focou na “defesa da família tradicional americana”, sendo contra a união entre pessoas do mesmo sexo e a favor de ‘auxílio psicológico’ para a reversão da homossexualidade.

Pence foi destacado para ser um dos líderes da comissão norte-americana nos Jogos Olímpicos de Inverno, disputado em PyeongChang, na Coreia do Sul.

Com a influência conquistada por Rippon desde o início dos jogos, no dia 9, o vice-presidente o convida para um encontro.

Rippon recusou o pedido por duas vezes, afirmando que Pence ainda é o mesmo que financiou “a terapia de conversão” contra homossexuais.

Um porta-voz do vice afirmou que as alegações são “falsas” e de que ele não estimula a prática da reversão da sexualidade.

Rippon chamou a atenção nas redes após um tweet ao lado do colega e também homossexual Gus Kenworthy. Na mensagem, o casal diz: “Nós somos gays. Nós estamos aqui. Supere”.

Mais Universa