menu
Topo

Relacionamentos

Carimbos são opção para manter contatinhos do Carnaval. Entenda:

Acervo Pessoal
Carimbos são o novo truque para o amor de Carnaval não se perder no fim da festa Imagem: Acervo Pessoal

Gabriel Justo

Colaboração com o UOL

11/02/2018 11h51

Não se assuste se, neste carnaval, você levar uma carimbada antes ou depois de um beijo no meio dos blocos. É que, neste ano, os carimbos ganharam uma nova função: ajudar os amores de Carnaval a manterem contato sem o perigo de serem furtados. 

"Eu nunca levo celular para os blocos justamente para não ser assaltado. Quando vi na internet a ideia de carimbar o meu contato nas pessoas, achei ótimo e fui atrás de fazer um", conta o administrador Marcello Loyolla, 23, que gastou cerca de 30 reais para fazer um carimbo com o seu nome de usuário do Instagram com um simpático recado: 'me chama de contatinho e me segue no Instagram'.

Veja também

"Além de um bom approach, é uma forma descontraída de a pessoa lembrar de você", explica o paulistano, que pretende a começar a usar seu novo acessório já neste sábado, no Rio de Janeiro. 

Acervo pessoal
"Me chama de contatinho" pede o dono deste carimbo neste Carnaval Imagem: Acervo pessoal

O professor Arthur Murta, que também embarcou de São Paulo para o Rio com seu carimbo na mochila, vê outras vantagens em ter seus contatos sempre à mão.

"Eu nunca tenho paciência pra trocar contato no meio da muvuca do Carnaval porque sempre tenho a sensação de que estou perdendo um pouco da festa. Mas nessa, acabo perdendo de conhecer muita gente legal", explica ele, fazendo uma observação importante. "Só fica a dica: além de borrar um pouco, o carimbo não funciona em pele suada!"

Uma das primeiras pessoas a fazer um carimbo para o Carnaval e compartilhar nas redes sociais foi a administradora carioca Nicolle Tavares, 20, que viu seu número de seguidores chegar na casa dos milhares depois que um Instagram Stories dela foi parar em vários grupos e páginas do Facebook. Mas, para Nicolle, o lema do "primeiro o beijo, depois o WhatsApp" não é regra.

"O carimbo é ótimo pra não ficar beijando todo mundo toda hora. Se eu gostei da pessoa, eu carimbo e depois vejo se rola alguma coisa", explica ela, que começa a dar carimbadas no Bloco da Favorita, em Copacabana, neste sábado (10).

Acervo Pessoal
"Você quer?": Uma das opções do Carnaval de Olinda Imagem: Acervo Pessoal

Acervo pessoal
"Não é pavê...": Mensagens sugestivas também têm espaço Imagem: Acervo pessoal

Mas, e se a pessoa carimbada não mandar mensagem no final do dia (ou do Carnaval)? Para o publicitário Renato Bonfim, 23, que vai passar o feriadão em Olinda, não tem problema.

"Se a pessoa não me seguir ou mandar mensagem, não rolaria nada, mesmo que eu tivesse o contato dela", explica ele, que fez um 'bonde' até a gráfica com mais três amigos. Enquanto uma amiga escreveu 'não é pavê' no dela, um casal de amigos escolheu a frase 'um é pouco, dois é bom...' para acompanhar o arroba do Instagram deles.

"Postei no Instagram e já deu a maior repercussão. Imagina quando eu estiver no bloco?", comenta Renato, que já faz planos. "Quero deixar Olinda inteira carimbada. É carnavrau!"

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!