menu
Topo

Mães e filhos

Mães de recém-nascidos recebem ajuda de enfermeiras em casa na Holanda

Getty Images
Mães recebem ajuda profissional nos primeiros dez dias com o bebê em casa na Holanda Imagem: Getty Images

do UOL, em São Paulo

09/02/2018 13h17

Os primeiros dias de uma mãe com um bebê podem ser especialmente difíceis, já que ela ainda está se recuperando do parto ao mesmo tempo que se ajusta ao novo papel cuidando da criança.

Por isso, na Holanda, existe uma assistência importante nos primeiros dez dias de mãe e bebê em casa: a presença de uma "kraamverzorgster", algo como uma "enfermeira neonatal domiciliar", segundo apurou o portal de notícias "Quartz" nesta quinta, 8.

Veja também

As profissionais passam de 3 a 8 horas por dia na casa — as visitas podem se estender caso a mãe esteja amamentando, para que a mulher possa receber ajuda especializada — e ensinam o básico para pais de primeira viagem: como dar o primeiro banho, trocar fralda e identificar quaisquer problemas ou necessidades do bebê.

Como as necessidades são de ambos neste momento, as enfermeiras também as ajuda a se alimentarem bem, descansarem e garantirem que haverá roupas limpas. Se há outras crianças na família, elas também ajudam a cuidar deles em um momento em que os pais ainda estão aprendendo a dividir a atenção.

Elas podem ir ao mercado para a família, identificar problemas de lactação da mulher, depressão pós-parto ou anemia e, finalmente, auxiliar na busca por uma babá.

A existência de um trabalho similar é antiga, do início do século 20. No entanto, quando este tipo de serviço foi sistematizado, nos anos 80, ele era inteiramente custeado pelo governo. Hoje, custa €4,30 (cerca de R$ 17,30) por hora para a família e o restante é coberto pelos planos de saúde.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!