Sexo

8 benefícios do sexo para a saúde física e mental comprovados pela ciência

Getty Images
Segundo estudo canadense, uma transa de 25 minutos pode fazer a mulher gastar cerca de 70 calorias Imagem: Getty Images

Heloísa Noronha

Colaboração para o UOL

08/02/2018 04h00

Ter uma vida sexual ativa e prazerosa pode trazer várias vantagens para a saúde física e mental. Para mostrar que não se trata de achismo, o UOL foi atrás de estudos científicos que comprovaram benefícios.

1 - Melhora a memória e torna você mais inteligente

Neurocientistas da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, concluíram que o sexo é capaz de criar neurônios e gerar massa cerebral, melhorando as habilidades cognitivas. O fenômeno também ocorre por causa da produção de novos neurônios no hipocampo.

Veja também:

Um trabalho semelhante produzido pela Konkuk University, na Coreia do Sul, teve a participação de pessoas mais velhas e deduziu que aquelas com vida sexual mais ativa tinham uma capacidade cognitiva maior e, portanto, corriam menos risco de desenvolver demência.

E mais: só de pensar em sexo, você pode ficar mais inteligente. Uma pesquisa realizada na Universidade de Amsterdã, na Holanda, constatou que imaginar sacanagem estimula áreas do cérebro que deixam a percepção mais aguçada, favorecendo o raciocínio.

2 - Alivia a dor de cabeça

De acordo com cientistas da Universidade de Münster, na Alemanha, o sexo pode ser um analgésico natural para a enxaqueca e a cefaleia. Em 2013, eles reuniram dados de 400 pessoas com um dos dois tipos de dor e que estavam em tratamento por, pelo menos, dois anos.

Mais da metade dos pacientes com enxaqueca que fizeram sexo durante uma crise sentiram uma redução significativa nos sintomas. Segundo o estudo, um em cada cinco pacientes ficou livre de dor no final da transa.

Uma das hipóteses para a melhora é que, durante o sexo, o organismo libera endorfinas, hormônios que agem no sistema nervoso central e que são responsáveis pelo prazer.

3 - Rejuvenesce

Em vez de gastar com cremes, transe mais. O conselho é do psicólogo David Week, do Royal Edinburgh Hospital, no Reino Unido. Durante dez anos, ele fez perguntas a pacientes de todas as faixas etárias sobre vida sexual. Ele concluiu que os de maior “atividade” pareciam ser entre cinco e sete anos mais jovens dos que os demais.

4 - Combate o estresse e o mau humor

De acordo com um estudo escocês publicado na revista “Biological Psychology”, durante o sexo, os níveis do cortisol, o hormônio do estresse, têm atividade reduzida. E como a revigorante sensação de bem-estar proporcionada pelo orgasmo pode durar até o dia seguinte, é fato que a irritação e o baixo astral vão para bem longe.

5 - Favorece o rendimento no trabalho

Segundo uma pesquisa publicada no “Journal of Management”, em 2017, funcionários casados que transam à noite têm um desempenho melhor no trabalho no dia seguinte. E, conforme estudos de Keith Leavitt, especialista em comportamento e gestão organizacional da Universidade de Oregon, nos Estados Unidos, quem tem, pelo menos, um orgasmo por dia pode se tornar mais disposto a realizar suas tarefas com capricho, obtém melhores resultados no trabalho e fica propenso a subir na carreira.

6 - Ajuda a viver mais

Um estudo realizado no Reino Unido descobriu que homens que fazem sexo, ao menos, duas vezes por semana vivem mais do que aqueles que transam menos de uma vez por mês. Outra pesquisa, dessa vez realizada nos Estados Unidos, chegou a conclusões parecidas, enquanto um levantamento sueco com indivíduos com mais de 70 anos descobriu que aqueles que morreram antes de completar 75 anos tinham parado a vida sexual ainda jovens.

7 - Mantém a forma em dia

De acordo com um estudo da Universidade de Montreal, no Canadá, homens queimam cerca de cem calorias durante o sexo. As mulheres eliminam por volta de 70, em relações com cerca de 25 minutos de duração –preliminares inclusas. Segundo outras pesquisas do gênero, quanto mais selvagem for a transa, maior a perda calórica.

8 - Até o solitário tem benefícios!

Segundo Lauren Streicher, professora adjunta de obstetrícia e ginecologia da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, a prática da masturbação é uma aliada e tanto da saúde feminina. Ela alivia o estresse, diminui a insônia, eleva a libido, previne a incontinência urinária, ameniza cólicas menstruais, melhora o humor e aumenta a autoestima e a consciência corporal.

Já nos homens que se masturbam com regularidade, o sistema imunológico funciona melhor, segundo a publicação científica “Sexual and Relationship Therapy”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Blog da Regina
Da Universa
Blog da Regina
Da Universa
Da Universa
Blog Deu Match
Da Universa
Blog Deu Match
Da Universa
Mayumi Sato
Da Universa
Blog Deu Match
Blog da Regina
Da Universa
Blog Deu Match
Da Universa
Da Universa
Blog da Regina
Blog Deu Match
Mayumi Sato
Blog da Regina
Blog Deu Match
Blog da Regina
Da Universa
Da Universa
Blog da Regina
Da Universa
Da Universa
BBC
Blog da Regina
Da Universa
Da Universa
Blog Deu Match
Da Universa
Blog Deu Match
Blog da Regina
Da Universa
BBC
do UOL
Blog da Regina
Blog da Regina
Da Universa
Mayumi Sato
Blog Deu Match
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Blog da Regina
Blog Deu Match
Mayumi Sato
Da Universa
Topo