menu
Topo

Casamento

Quer casar na praia? Siga 14 dicas para economizar na cerimônia e na festa

Getty Images
Imagem: Getty Images

Claudia Dias

Colaboração para o UOL

04/02/2018 04h00

Dizer "sim" num lugar paradisíaco é o desejo de muitas noivas. Se for na praia, com direito a pôr do sol refletindo no mar como cenário, melhor ainda! Para tornar o casamento à beira-mar possível para todos os bolsos, listamos 14 estratégias para enxugar o orçamento:

1. Priorize convidados

O primeiro passo é reduzir o quanto der a lista de convidados. Priorize aqueles que precisam estar presentes: pais, irmãos, familiares de primeiro grau, amigos que façam parte da vida e da história do casal, pessoas importantes do trabalho (seu chefe e sua melhor amiga na empresa) e poucos vizinhos (aqueles que são quase família). Depois, se sobrar espaço e verba, inclua parentes distantes, colegas não tão chegados e o restante da turma do escritório.

Veja também:

2. Opte por uma estrutura pronta

Uma das maneiras mais baratas (e também mais práticas) de se casar na praia é organizar cerimônia e festa em algum hotel, pousada ou restaurante que tenha infraestrutura bacana e preço camarada. Por estrutura entenda mesas e cadeiras, banheiros, pista de dança, cozinha, área coberta (se chover), segurança e até gerador de energia. Muitos lugares já oferecem o pacote completo. Caso contrário, será necessário contratar toda a estrutura à parte, o que pode custar bem caro.

3. Fuja do verão e dos feriados

Alta temporada é sinônimo de muita gente, rede hoteleira lotada, preços altos e calor em excesso, o que não combina com baixo orçamento. Nos feriados, idem. É melhor escolher meses de baixa temporada, de março a novembro. Abril e maio são ideais, principalmente nas regiões Sul e Sudeste, pois não há tanta chuva e o frio não incomoda.

4. Mande convites online

Solução ecológica e barata: envie convites eletrônicos, por e-mail ou pelas redes sociais. É possível também criar um grupo fechado no Facebook, só com os convidados, inclusive solicitando que a confirmação de presença seja feita ali. Se achar informal demais, customize os convites. Dá para criar o layout e imprimir em papel especial em gráficas rápidas ou optar por uma versão manuscrita, com algum enfeite no envelope, que antecipe o clima praiano da cerimônia.

5. Troque a banda por um DJ 

Ter uma banda na festa é sensacional, mas pode elevar bastante o orçamento. Se a grana é limitada, contratar um DJ sai muito mais em conta. Há, inclusive, aqueles que respondem pela parte musical da cerimônia, substituindo corais e grupos musicais.

6. Escolha flores da época

Casar em maio ou junho, apesar de meses ótimos, tem um problema sério: são datas próximas dos dias das Mães e dos Namorados, em que os preços das flores vão às alturas. Em todo caso, vale sempre optar pelas espécies da época. Mais em conta, também são mais bonitas e frescas.

7. Tenha cadeiras apenas para os mais velhos

A cerimônia pé na areia não tem obrigatoriedade de cadeiras ou bancos para todos os convidados, que podem ser estimulados a ficarem descalços, bem à vontade, num clima intimista. Providencie assentos apenas para pessoas com mais idade ou limitações físicas.

8. Faça uma decoração criativa

Objetos reciclados e vintage têm tudo a ver com casamento na praia. Aposte em garrafas e jarras de vidro, caixotes de madeira, bicicletas antigas, cestos de vime, velas, lamparinas, candelabros ou varais de luzinhas para garantir charme extra. O melhor de tudo: é bem provável que você tenha vários dos itens em casa ou consiga comprá-los por preços bem atraentes em lojas de segunda mão.

9. Ofereça um cardápio leve e praiano

Se a festa for ao ar livre, mesas para o jantar podem ser um empecilho. Opte, então, por bancadas com frutas e queijos, e ofereça finger  foods, servidas em delicadas tigelas de cerâmica. O coquetel deve incluir canapés frios e quentes, com ingredientes leves, e receitas com peixe e frutos do mar. Aposte em caldinhos de linguado e camarão, risotos, escondidinhos e purês. Não deixe de incluir uma versão vegetariana, ok? Importante: as mesas devem ser montadas em áreas em que a areia não ameace a comida.

10. Tenha uma mesa de caipirinhas

Cerveja e caipirinha não podem faltar. A segunda, aliás, é sempre sucesso quando ganha um minibar dedicado ao seu preparo. Além disso, também é bem-vindo o espumante preferido dos noivos. Bebidas frutadas e coquetéis, alcoólicos ou não, também são interessantes. Como alternativas sem álcool, sirva sucos em garrafinhas personalizadas, águas saborizadas, chás gelados (de hibisco, verde com casca de laranja ou alecrim com frutas vermelhas). Água de coco também pode ser oferecida antes da cerimônia, assim que os convidados chegarem.

11. Prefira sorvetes e frutas a doces

Os finos e delicados doces à base de chocolate sofrem com o calor. Você pode substituir boa parte deles por picolés (mantidos em recipiente com gelo para não derreterem), frutas delicadamente cortadas (recorra a cortadores de biscoitos para formatos inusitados), açaí em potinhos e uma bola de sorvete com o bolo.

12. Dê lembrancinhas úteis

Invista em mimos que serão usados pelos convidados, como repelentes e filtros solares em versão miniatura. Para deixar mais gracioso, personalize as embalagens com adesivos inspirados nos convites do casamento, igualmente impressos em gráficas rápidas.

13. Planeje com antecedência

Quanto mais cedo começar a contatar fornecedores, melhores serão os preços. Por isso, é muito importante se planejar com bastante antecedência. Outra coisa: fornecedores locais eliminam os gastos com fretes e traslados de serviços contratados. Nesse caso, contar com uma assessoria especializada, que conheça as empresas da região, pode significar uma boa economia.

14. Passe a lua de mel na praia mesmo

A praia escolhida para o casamento pode muito bem ser o destino para alguns dias de descanso na lua de mel. Por que viajar para algum outro lugar?

Não esqueça também

  • Se a cerimônia não for em uma praia privativa, hotel ou restaurante, é preciso consultar a prefeitura local. Por ser uma área pública, pode ser necessário obter uma autorização prévia.
  • Oferecer hospedagem para os pais é de bom tom. Para os outros convidados, negocie preços melhores em hotéis e pousadas.
  • Se você não quer "intrusos" -- como curiosos que aparecem para acompanhar as cerimônias --, prefira uma praia mais reservada. Fator negativo: longe da movimentação, provavelmente a estrutura será muito mais limitada e cara.


Fontes: Adriane Hummes, organizadora de eventos; Betta Lima, proprietária da Betta Lima Eventos; Cris Goulart, diretora da empresa Altas Ideas; Ingrid Andrade, cerimonialista da Meana Events; Rosana Martins, cerimonialista; Valdemir Cuzziol e Joel Cheles, proprietários da JV Eventos.