Carreira e finanças

6 estratégias para conviver com um chefe que você odeia

Getty Images
Cuidado para não desabafar com um colega e ver suas palavras serem transformadas em fofoca Imagem: Getty Images

Gabriela Guimarães e Veridiana Mercatelli

Colaboração para o UOL

01/02/2018 04h00

Você deve passar a maior parte do seu dia no trabalho. Nesse contexto, odiar o chefe pode fazer mais mal a você do que a ele. Antes de mais nada, na sua saúde emocional, mas há também impacto na performance.

“Quando há uma antipatia entre líder e liderado, pode acontecer uma desmotivação, o que influencia diretamente na busca de resultados”, afirma Alexandre Slivnik, sócio-diretor do Idepro (Instituto de Desenvolvimento Profissional).

Veja também:

Em meio a uma crise econômica, deixar o emprego por causa do gestor pode não ser uma opção. O jeito, então, é tentar driblar a aversão. Veja estratégias a seguir.

1 - Tente mudar sua visão sobre ele

Se o problema for diferença de valores pessoais, pode ser mais complexo. Mas se a falta de sintonia tiver a ver com a forma de se relacionar, há algumas maneiras de vê-lo com outros olhos. Uma possibilidade é tentar descobrir interesses comuns.

Outra maneira de desviar o foco da raiva pelo gestor é “comprar” a meta dele. “Quando você ajuda o chefe a atingir a meta dele, abre caminhos para crescer na carreira e tem menos tempo para ficar caçando os defeitos dele”, diz o coach de carreira Jonnas Lima.

2 - Aproxime-se aos poucos

Vale a pena mudar a postura e abrir mais a cabeça sobre ele. Participar de eventos fora da empresa, como um happy hour, é interessante, porque é quando todos estão à vontade para falar sobre interesses em comum e vida pessoal. Agora, se a sua vontade de ser legal com ele for zero, não force a barra. Melhor deixar que o relacionamento seja exclusivamente profissional, para não parecer falsidade.

3 - Tente mudar de área

Antes de cogitar pedir demissão, pense na possibilidade de mudar de setor dentro da empresa. Se for falar com o departamento de recursos humanos a respeito, não conte sobre a incompatibilidade de perfis com o chefe, para não pegar mal para você. Só fale se houver algum comportamento abusivo da parte dele.

4 - Cuidado ao envolver outros

É comum o profissional reclamar com os colegas sobre o chefe, mas o que para você pode ser só um desabafo, para outros, pode soar como fofoca. E fofoca, você sabe, voa e pode chegar aos ouvidos errados. Sem contar que o hábito de ficar reclamando o dia todo é altamente improdutivo. “O ideal é manter as coisas no tom mais profissional possível, pois, se levar para o lado emocional, vai potencializar as diferenças”, fala Lima.

5 - O momento do feedback

Não é incomum que a diferença pessoal com o chefe afete o desempenho no trabalho. Se isso acontecer, o feedback poderá não ser dos melhores, o que, provavelmente, só vai aumentar a insatisfação com o superior. Como lidar? “O colaborador tem de entender que esse também é o papel do gestor, para que os resultados aconteçam. Se o colaborador não está aceitando essa avaliação, será preciso rever se é ali mesmo que quer trabalhar”, afirma Slivnik.

6 - Não leve a angústia para casa

Na era industrial, o trabalho acabava no momento que se batia o cartão de ponto. No mundo de hoje, isso não existe mais. “Você pensa sobre o trabalho em casa e sobre as coisas de casa no trabalho, está tudo muito mais integrado”, fala Lima. Para interromper esse ciclo, segundo ele, é interessante adotar algum ritual, como inserir uma atividade física na rotina, cozinhar ou ouvir música na volta para casa. “É para informar o nosso cérebro que mudamos de estado, o vai ajudar você a não se transformar em um reclamão”, diz o coach.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Bloomberg
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Da Universa
do UOL
Redação
Redação
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Bru Fioreti
BBC
Blog Bru Fioreti
do UOL
Redação
Blog Bru Fioreti
Blog Mulherias
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
AFP
Redação
Redação
Redação
ANSA
Redação
Topo