menu
Topo

Sexo

Ana Paula, do BBB 18, diz que fez sexo por 9h seguidas; isso é possível?

Reprodução/Gshow
Ana Paula, participante do "BBB18" Imagem: Reprodução/Gshow

Denise de Almeida

Do UOL

30/01/2018 21h27

Quanto tempo você já gastou no sexo? No meio de um papo quente no BBB18, Ana Paula disse que chegou a transar por nove horas seguidas. Mas será que é possível mesmo transar por mais tempo do que um turno de trabalho regular?

Iracema Teixeira, psicóloga e especialista em sexualidade, tem suas dúvidas. O primeiro ponto, para ela, seria determinar o que a sister considera como sexo.

"O casal pode ficar quanto tempo for numa relação sexual, considerando carinhos, namoro, penetração, descanso, mais carícias. Agora de penetração, propriamente dita, não é possível aguentar nove horas, tanto para o homem quanto para mulher", explica.

Veja também

Segundo Iracema, estudos de universidades da Europa conseguiram indicar qual o tempo médio de uma transa. Considerando do início da penetração até a ejaculação do homem, uma sessão de sexo tem em torno de 4 a 13 minutos de duração.

A maioria das transas dura em torno de 5 ou 6 minutos. E, se tiver menos do que 4 minutos, já pode ser considerada ejaculação precoce -- ou ejaculação rápida, nova terminologia usada para falar desses casos.

Claro que cada casal tem sua dinâmica e seu próprio tempo, mas há também um limite físico. "Pode chegar até uns 20 minutos, mas média é de 4 a 13. Se for muito além disso, vai gerar um desconforto na mulher. O atrito do pênis na parede do canal vaginal passa a se tornar desconfortável", justifica a especialista.

"Ficar mais de 15 ou 20 minutos sustentando o mesmo pique de excitação sexual não é tão frequente. Não posso dizer que não exista, mas a gente está falando de média", afirma.

Iracema lembra ainda que existe um quadro de ereção prolongada, chamado priapismo, mas que gera um grande desconforto e dor para o homem. "Ele não tem mais tensão, está sem motivação sexual, mas continua com o pênis ereto. Isso causa muita dor", conta.

A psicóloga ressalta que o importante não é a duração da transa, mas sim a qualidade dela. "O melhor tempo é aquele que o casal encontra e isso vai variar de acordo com o tipo de vida e também com o momento que a pessoa está vivendo, seja por questões financeiras, crise no trabalho, questões familiares, se a máquina de lavar quebrou, são N questões. O grande desafio do casal é poder encontrar um tempo que possa ser vivido exclusivamente para eles", opina.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!