menu
Topo

Universa

Atores e roteiristas "vazam" salários para combater desigualdade de gênero

Getty Images
O compartilhamento das informações sobre salários de profissionais da indústria pode auxiliar as mulheres na negociação de pagamentos igualitários Imagem: Getty Images

do UOL, em São Paulo

25/01/2018 16h10

Diversos atores, produtores, roteiristas e outros profissionais da tevê americana estão compartilhando seus salários anonimamente em duas planilhas na internet.

O motivo? Combater o tal gender pay gap, a desigualdade salarial entre gêneros. A ideia é que, com uma melhor noção de quanto outros profissionais em funções semelhantes ganham, homens e mulheres de todas as etnias possam  renegociar contratos de maneira igualitária.

Veja também

Os dois links viralizaram nas redes sociais desde a última terça, 23. Além dos salários, as planilhas — uma dedicada aos profissionais de bastidores e outra aos atores — pedem informações sobre gênero, etnia e emissora de tevê para a qual o profissional trabalha.

De acordo com o site especializado em cobertura de cinema e tevê "Variety", os documentos não são, necessariamente, um raio-X da indústria, mas podem ajudar a fomentar a conversa dos movimentos como o "Time's Up" que pedem mais representatividade e igualdade entre os gêneros no entretenimento, além de denunciarem comportamentos abusivos em situação de trabalho.

Uma das reconhecidas profissionais a incentivar o compartilhamento das informações no Twitter foi a consultora de marketing em Hollywood e fundadora da organização "Women in Film", que promove o trabalho das mulheres na Sétima Arte, Melissa Silverstein. 

"Para as mulheres de Hollywood, o sistema foi criado para isolá-las umas das outras e antagonizá-las. As mulheres estão retomando o poder ao compartilhar informações umas com as outras de uma maneira que nunca foi feita antes", disse ao "The Hollywood Reporter" no início do mês.

Mais Universa