menu
Topo

Universa

A semana: Globo de Ouro, assédio em SP, Catherine Deneuve e casamento gay

Natacha Cortêz

Do UOL

14/01/2018 04h00

Os acontecimentos, as pessoas e as iniciativas que se destacaram na última semana, impactando a vida e o olhar das mulheres.

Globo de Ouro foi das mulheres contra abusadores

Getty Images
No Globo de Ouro, Oprah Winfrey recebe o prêmio especial Cecil B. DeMille pelo conjunto de sua carreira Imagem: Getty Images

Depois dos escândalos de assédio e abuso que estremeceram Hollywood em 2017, a cerimônia do Globo de Ouro do domingo (7), serviu de palco para o lançamento da campanha "Time's Up", uma iniciativa de cerca de 300 mulheres da indústria para combater a violência sexual dentro e fora do meio. Não à toa, a premiação, que funciona como uma espécie de aquecimento para o Oscar e elege o melhor da TV e do cinema no ano anterior, contou com discursos empoderados pelo fim da cultura do estupro. Veja aqui os principais. Outro ponto que brilhou no red carpet foi a presença de ativistas pelos direitos das mulheres ao lado das atrizes.

Os processos contra assédio sexual em SP

De janeiro a novembro de 2017 foram abertos 1,173 novos processos judiciais contra assédio sexual em São Paulo. O número fica próximo ao registrado em todo o ano de 2016, quando de janeiro a dezembro foram abertos 1.364 processos desse tipo no Estado. Segundo o "Código Penal", o crime de assédio sexual acontece no ambiente de trabalho, quando o agressor constrange e usa da influência de um cargo mais alto para ter vantagem sexual sobre um funcionário. A pena varia de um a dois anos de detenção. Os dados foram levantados pelo Tribunal Regional do Trabalho estadual.

Deneuve e o "direito" dos homens de cantarem as mulheres

Getty Images
Imagem: Getty Images

A atriz francesa Catherine Deneuve, 74 anos, veio a público para dizer que os homens deveriam ser "livres para flertar" com as mulheres. Ela é uma das cem mulheres francesas signatárias de uma carta aberta, publicada na terça-feira (9), pelo jornal "Le Monde", alertando para o que chamam de novo "puritanismo", diante das recentes denúncias de assédio sexual na indústria do entretenimento.

Danuza Leão e um "Viva os homens"

A escritora brasileira Danuza Leão criticou as atrizes que protestaram contra o assédio sexual em Hollywood no Globo de OuroEm um texto publicado no jornal “O Globo”, Danuza afirmou que a premiação parecia “um grande funeral” e defendeu o assédio nas ruas: “É ótimo passar em frente a uma obra e receber um elogio. Sou desse tempo. Acho que toda mulher deveria ser assediada, pelo menos, três vezes por semana para ser feliz. Viva os homens."

A menor inflação em 19 anos

iStock
Imagem: iStock

O Brasil encerrou 2017 com a menor taxa de inflação em quase 20 anos, 2,95% --a mais baixa desde 1998 e abaixo do piso da meta do Banco Central. A taxa foi influenciada por uma deflação dos preços agrícolas e, portanto, dos alimentos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na quarta-feira (10). Juros e preços menores de um lado, reajustes salariais ínfimos do outro. A inflação baixa tem diferentes impactos na vida do cidadão.

Casamento gay

A Corte Interamericana de Direitos Humanos defendeu, na terça-feira (9), o casamento entre pessoas de mesmo sexo, equiparando-o às uniões heterossexuais. Com isso, a Corte orienta que os países da América Latina signatários da entidade —incluindo o Brasil— adequem suas leis de acordo com a medida, estendendo o direito à comunidade LGBT. O tribunal emitiu essa recomendação após uma consulta feita pela Costa Rica sobre o tema, dois anos atrás. Atualmente, as leis do país não asseguram o casamento igualitário.

"Não me importo de ser sexy"

André Nicolau/Divulgação
Imagem: André Nicolau/Divulgação

Paolla Oliveira recebeu o UOL Estilo durante o intervalo de uma sessão de fotos para uma marca de maquiagem, em São Paulo. A atriz falou sobre sua trajetória, contou como é ser considerada uma das mulheres mais sensuais do Brasil, revelou-se feliz no amor --ela namora o diretor Rogério Gomes-- e comentou a mobilização das atrizes contra o machismo, na Globo e em Hollywood.

#IceBoy

Reprodução
Menino chinês com os cabelos congelados após caminhar no frio para chegar até sua escola Imagem: Reprodução

As fotos de um menino chinês de oito anos geraram comoção nas redes sociais. Nas imagens, o estudante aparece na sala de aula com o cabelo e as sobrancelhas cobertos de neve. O semblante do menino viralizou na internet e tem provocado debate sobre a pobreza infantil no país. O pequeno Wang caminha cerca de 4,5 quilômetros para chegar à escola, no condado de Ludian, na província de Yunnan, no sul da China. A jornada leva uma hora e, no dia em que a foto foi tirada, a temperatura era de -9ºC, segundo a agência de notícias estatal chinesa.

Mulheres são mais frágeis, mesmo?

Este texto de UOL Estilo tenta responder um dos mais antigos mitos atribuído às mulheres: o de sexo frágil. Estudos comprovaram que a falta de reação não está conectada ao sexo mais “frágil” ou de que mulheres são incapazes, apenas no sentido muscular da situação, de reagir a um confronto. Em 2017, pesquisadores do Instituto Karolinska, na Suécia, um dos principais centros de estudos médicos da Europa, constataram que vítimas de estupro costumam ficar paralisadas durante o ataque. Seria como uma espécie de mecanismo de defesa. As mulheres que resistiram aos ataques ficaram propensas a desenvolver depressão.

Anitta pioneira, mais uma vez

Anitta logrou mais um feito em sua carreira internacional. Vai concorrer na categoria Social Star no prêmio americano iHeart Music Awards. É a primeira vez que a cantora é indicada a um prêmio dos Estados Unidos. A categoria inclui músicos, compositores, youtubers e outras personalidades influentes nas redes sociais.

Fraldários em banheiros masculinos em Nova York

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, apresentou, na quarta-feira (10), uma lei municipal para instalar fraldários em banheiros públicos masculinos. A iniciativa, considerada mais um passo para a igualdade de gênero e para quebrar os estereótipos, entrará em vigor em até 180 dias. A regra se aplicará às empresas abertas ao público, incluindo lojas de departamentos, restaurantes, cinemas, museus e outros locais.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa