menu
Topo

Universa

"Acabou": jogo da Fundação Pró-Sangue é criticado por carta a soropositivos

Reprodução/Facebook
material distribuído pela Fundação Pró-Sangue causa polêmica nas redes sociais Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL

11/01/2018 22h39

Um jogo de tabuleiro distribuído como brinde a quem doa sangue causou polêmica nas redes sociais. Foi o jornalista Felipe Held que fez o alerta quando ganhou o brinquedo de papel, após uma doação de sangue.

Ao analisar melhor o conteúdo do jogo, Felipe se deparou com dois envelopes e, segundo relata, ficou horrorizado e quase caiu para trás.  As cartas traziam as mensagens: "SOROLOGIA POSITIVA - Você perdeu!!! O jogo acabou para você" e "SOROLOGIA NEGATIVA - Você teve uma segunda chance. Preste atenção e siga o jogo".

Segundo ele, estas cartas têm função semelhante ao "sorte ou revés" do Banco Imobiliário: ao cair em uma casa específica do tabuleiro, o jogador tem que sortear uma destas duas cartas.

“Imagine uma criança HIV positivo jogando este jogo? Ou alguém que possui parente, amigo(a) ou conhecido(a) que é portador(a) do vírus? Que mensagem a pessoa recebe com isso? Estou boquiaberto, chocado e indignado com esta abordagem de uma instituição que lida diretamente com a saúde", opinou o jornalista em uma publicação no Facebook.

Diante de muitas críticas ao material supostamente educativo, a Fundação Pró-Sangue divulgou uma nota onde pede desculpas e explica suas intenções com o jogo. Segundo a órgão, a ideia não era falar de portadores de HIV, mas de sorologia positiva nas doações de sangue.

"O jogo foi desenvolvido pela presidente da CIPA Sra. Adriana Debes para ser distribuído para os colaboradores da instituição. Em virtude do número excedente de jogos, foi adaptado para ser entregue aos doadores com o objetivo de reforçar os requisitos básicos para doação, como por exemplo: ‘Você fez um piercing ou tatuagem, ou ainda maquiagem definitiva. Recue 3 casas’. Vale ressaltar que estes requisitos seguem a legislação. Quanto ao cartão sorologia positiva, segundo a Sra. Adriana, apenas refere-se à sequência do jogo que se torna interrompida, já que a chegada ou vitória é a doação de sangue. ‘A intenção era ser objetivo e jamais agressivo’, conclui. Oportunamente, ressaltamos que vários testes sorológicos são realizados e não somente o de HIV dentre eles sífilis, doença de chagas, malária e hepatite B e C", diz a nota oficial.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa