menu
Topo

Mães e filhos

Como lidar com a falta de limites de outras crianças

Getty Images
É possível lidar com estes momentos de irritação das crianças sem estresse Imagem: Getty Images

Letícia Rós e Veridiana Mercatelli

Colaboração com o UOL

09/01/2018 04h00

Cada vez que o filho da sua amiga vem passar a tarde brincando com seu filho, você já sabe que, nas próximas horas, terá de aturar brigas de um lado, choro e reclamações do outro. Para não falar na aflição que sente ao vê-lo sapatear no seu sofá com os tênis sujos de terra. E aí? Vai ficar com receio de perder a amizade dos pais do menino ao chamar a atenção dele? Ou esquecerá as regras de etiqueta dando a maior bronca no garoto, sem se importar com a cara feia da sua amiga? A saia justa pode ser resolvida de maneira simples se você conversar com a criança sobre o seu comportamento e souber quando é hora de falar com os pais dela.

Veja também

Frustrações à vista

Cada família tem um jeito próprio de educar seus filhos, assim como cada criança reage de forma distinta quando está fora de sua casa. Pode ser também que ela nem desconfie que as regras ali são diferentes das que conhece em sua própria casa. Por isso é tão importante entender a razão do seu mau comportamento para intervir de maneira eficaz. “Toda criança pede limites, principalmente na fase em que está descobrindo o mundo. Apesar disso, é natural que chore e fique brava ao perceber que os limites não a deixam fazer o que pretende. Passar por esse processo na infância ajudará o futuro adulto a se tornar capaz de lidar com as frustrações da vida”, diz a psicóloga infantojuvenil Fernanda Corrêa Galvão.

Sua casa, suas regras

O fato de não ser seu filho, não significa que não deva chamar a atenção da criança pelo que faz de errado. “Na escola os professores corrigem as crianças que não respeitam as regras escolares. Se a criança está sob sua responsabilidade, valem as regras da sua casa”, diz a psicóloga e coach de mães Isabela Cotian.

Vá com calma

Uma conversa com linguagem apropriada para a criança, sem broncas, palavras duras ou críticas severas é sempre a melhor saída. É importante explicar porque o comportamento foi inadequado naquele momento, para ela entender que mesmo em outros ambientes, existem os limites e regras a seguir. O melhor a fazer na hora da crise é não agir por impulso. Quando as crianças estão brincando e começam a brigar, é comum que voltem a se entender logo em seguida, por exemplo.

Olhos nos olhos

“Na hora da conversa, vale lembrar que nunca devemos criticar a criança como se ela fosse ruim. Dessa forma, estaremos depreciando sua autoestima. As críticas devem ser dirigidas ao seu comportamento”, explica a psicóloga Katty Kurozawa. O adulto deve escolher bem as palavras, sugere a psicóloga, para que a criança não fantasie que está levando a maior bronca e corra a contar aos pais. É melhor dizer: “Não gosto quando mexe nessas coisas, porque elas são muito importantes para mim! Eu ficarei muito feliz se você for brincar em outro lugar e não mexer mais aí!”. E evitar frases como: “Você é malcriado e chato! Pare de mexe aí!”.

Vale a pena avisar os pais?

O pai e a mãe devem ser informados sobre o que aconteceu logo após a conversa com o pequeno. “Se deixar para depois, eles poderão ficar apenas com a versão infantil, o que pode acarretar danos à amizade dos adultos A conversa deve ser levada com calma, respeito, cuidado na escolha das palavras e sem críticas, de preferência”, fala a psicóloga Isabela Cotian.

Mais empatia

Veja outras dicas dos especialistas de como agir nesses momentos:

  • Abaixe-se para falar com a criança de modo que seus olhos fiquem no mesmo nível que os dela. Assim, ela não se sentirá ameaçada, o que pode torná-la mais agressiva.
  • Mostre onde errou e explique que na sua casa as coisas não funcionam da maneira como ela está acostumada.
  • Apresente alternativas de como ela pode agir para que todos possam se divertir.
  • Chame todas as crianças presentes para participar da conversa. Dessa maneira, você pode evitar que as mesmas situações complicadas aconteçam com outros.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!