menu
Topo

Universa

#TimesUp: Atrizes brasileiras manifestam apoio ao movimento contra assédio

Divulgação
O pin da campanha Time's Up se tornará símbolo da manifestação das atrizes contra o assédio Imagem: Divulgação

do UOL

07/01/2018 18h52

Depois das inúmeras denúncias de assédio em Hollywood em 2017, as atrizes norte-americanas decidiram dar um basta no assunto e criaram o movimento Time´s Up. Na cerimônia do Globo de Ouro neste domingo, elas vão todas de preto como forma de protesto. E as brasileiras, mesmo de longe, também estão participando do movimento, demonstrando seu apoio nas redes sociais.

Camila Pitanga, Alice Wegmann, Maria Calara Spinelli e Julia Konrad são algumas das que já fizera publicações em apoio às colegas dos Estados Unidos. "É com muita alegria e esperança que acompanho essa proliferação de coletivos de atrizes, com um olhar humano para a sociedade. Seja no Brasil, com o #MexeuComUmaMexeuComTodas, nos Estados Unidos, com o #TimesUp, ou na Malásia, com a criação do grupo Women in Cinema Collective (WCC)", escreveu Camila Pitanga em seu Instagram. 

Veja mais

Em maio de 2017, o Brasil viu um movimento parecido ganhar força quando veio à tona uma denúncia de assédio da figurinista Su Tonani contra o José Mayer. Atrizes da Globo se uniram em apoio à colega com a campanha Mexeu com uma, mexeu com todas e pressionaram a emissora para o afastamento do ator.  

 

ON SUNDAY WE WEAR BLACK CONTRA O ASSÉDIO #MexeuComUmaMexeuComTodas #TimesUp

Uma publicação compartilhada por Alice Wegmann (@alice.weg)

 

 

 

em

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa