menu
Topo

Universa

Globo de Ouro: celebridades vão à cerimônia acompanhadas de ativistas

Getty Images
Meryl Streep com a representante das trabalhadoras domésticas, Ai-jen Poo Imagem: Getty Images

do UOL

07/01/2018 21h41

Mais do que uma premiação, a cerimônia do Globo de Ouro deste ano está sendo um grande manifesto político pelo direito das mulheres. As celebridades estão todas vestidas de preto, em apoio ao movimento Time´s Up, contra o assédio em Hollywood. E, indo além, várias das maiores atrizes decidiram chegar acompanhadas de ativistas pelos direitos das mulheres, dividindo com elas toda a mídia e atenção que recebem no evento. 

"As mulheres de Hollywood têm uma chance de amplificar o que falamos, trazer luz para os assuntos", disse Marai Larasi, diretora de uma organização britânica de mulheres negras, que chegou ao tapete vermelho acompanhada de Emma Watson. 

Veja mais

Meryl Streep, que concorre ao prêmio de melhor atriz, foi a primeira a chegar, ao lado de Ai-jen  Poo, diretora da Aliança Nacional de Trabalhadoras Domésticas dos Estados Unidos. "As pessoas agora estão cientes de um desequilíbrio de poder e que isso é algo que levou ao abuso. Levou ao abuso na nossa indústria, levou ao abuso entre trabalhadoras domésticas. Está entre os militares, no Congresso, está em todo lugar e queremos arrumar isso", disse a atriz no tapete vermelho. Em seguida, Ai-jen Poo afirmou: "Espero que as pessoas vejam que estamos nos unindo, todas as indústrias, toda a comunidade. Todo trabalho tem valor, todas podemos viver com dignidade e esse é o futuro". 

Michelle Willians chegou acompanhada de Tarana Burke, ativista que criou o movimento #MeToo, que levou a denúncias de assédio ao redor do mundo todo. "Esse momento é tão poderoso. É a colisão de dois mundos que normalmente não se encontram", comemorou Tarana. E Michelle aproveitou a chance para agradecê-la: "Achei que criaria minha filha para se proteger em um mundo perigoso. Mas graças ao trabalho da pessoas como Tarana, ela está crescendo em um mundo muito mais seguro". 

Susan Sarandon, Laura Dern, Shailene Woodley, Amy  Poehler, Angelina Jolie e Emma Stone também estão indo à cerimônia acompanhadas de ativistas. Com elas estão: Rosa Clemente, jornalista e ativista negra do movimento hip-hop; Mónica  Ramírez, diretora da aliança nacional de camponesas e ativista pelos direitos das mulheres latinas; Calina Lawrence, ativista pelos direitos das mulheres indígenas nos Estados Unidos; Saru Jayaraman, ativista indiana que luta pelos direitos das trabalhadoras de restaurantes nos Estados Unidos; Billie Jean King, ex-tenista, vencedora da partida mais famosa das Batalha dos Sexos e Loung  Ung, descendente de cambojanos, ativista pelos direitos-humanos nos Estados Unidos. 

Mais Universa