Universa

7 hábitos para incorporar à rotina e julgar menos as pessoas

Getty Images
Que tal encarar o cotidiano com mais leveza? Imagem: Getty Images

Claudia Dias

Colaboração com o UOL

04/01/2018 04h00

Julgar não traz nada de positivo, a não ser magoar outra pessoa e instigar opiniões cada vez mais danosas. Que tal mudar esse comportamento e adotar uma postura diferente?

Veja também

Claro que, às vezes, o julgamento está tão arraigado dentro da gente que parece difícil se livrar dele. Mas com um pouco de treino, persistência e algumas atitudes, você consegue mudar seus hábitos e viver de maneira mais leve. Experimente!

Coloque-se no lugar do outro

Antes de disparar um julgamento, imagine-se sendo a pessoa e reflita como se sentiria se ouvisse as suas considerações. A empatia ainda é a melhor maneira de evitar o disparo de críticas negativas.

Treine palavras positivas

Algumas sentenças têm o poder de detonar qualquer pessoa, mas você pode explorar o inverso delas. Cultive o hábito de falar palavras positivas. Reestruture as frases, use termos motivacionais e adote um diálogo otimista. No começo pode não ser fácil se habituar a isso mas, aos poucos, a prática vai fazer que cada vez menos você dispare opiniões nocivas.

Seja curioso

Exercício simples: em vez de julgar, tenha curiosidade em saber por que o outro agiu dessa ou daquela maneira. Buscar explicações para algo que é fora do padrão para você é bem mais saudável do que simplesmente comentar negativamente o que não está no seu radar ou não faz parte dos seus interesses.

Olhe pra você

Quando voltamos nossos olhos mais para nós, conseguimos focar a atenção para nossa própria vida e nas nossas escolhas. Mais que isso, aprendemos que só podemos mudar uma pessoa no mundo: nós mesmos. A partir daí, sobra menos tempo para julgar os outros.

Respeite as escolhas

Jamais esqueça de que toda pessoa é responsável por seus próprios caminhos — e que certo e errado é diferente a partir da perspectiva de cada um. Nunca é demais reforçar que as escolhas que outro faz cabem apenas a ele. E você não tem nada com isso.

Analise se não é reflexo

Segundo a psicologia, o que julgamos nos outros pode ser uma projeção de nossos próprios desafios e dificuldades. Um comportamento que nos irrita quando visto em alguém, por exemplo, pode ser reflexo de algo que temos dentro de nós, mas não percebemos.

Releve mais

Uma postura menos julgadora e mais compassiva torna as pessoas mais leves e tranquilas. Ou seja, quem sai ganhando é você mesmo. Releve, foque em suas prioridades e pare de se preocupar com a vida dos outros.

Fontes: Lizandra Arita, psicóloga; Luciane Cadan, life coach; Roberto Debski, médico, psicólogo, coach e trainer em PNL.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa

Topo