Universa

"Não confie em foto": youtuber mostra diferença entre corpo real e imagem

Thaísa Marin
Ellora costuma publicar vídeos nos quais fala sobre empoderamento feminino e desconstrução de Imagem: Thaísa Marin

Natacha Cortêz

Do UOL, em São Paulo

01/01/2018 17h25

Ellora Haonne é conhecida por publicar vídeos falando sobre autoestima em seu canal no YouTube.

Recentemente, ela colocou luz sobre um assunto polêmico: a diferença entre realidade e imagem nas publicações de influenciadores digitais. No vídeo intitulado "Tour pelo meu corpo: Expectativas VS Realidade", Ellora tenta deixar claro como ângulo, luz, postura corporal, roupa, maquiagem e aplicativos de filtros alteram, e muito, a imagem de alguém em uma foto. “A gente vive se comparando com esses corpos perfeitos da internet, mas posso garantir que eles não são como nas fotos”, diz no vídeo.

E então, Ellora usa as próprias fotos para mostrar o contraste entre o que se vê em uma imagem e o que se vê em um vídeo sem filtros ou ferramentas de manipulação. Espinhas, celulite, manchas na pele,  postura curvilínea, barriga saliente e cores diversas começam a aparecer conforme ela vai se despindo dos recursos.

Leia também

Até o fechamento deste texto, o vídeo tinha sido assistido mais de 500 mil vezes. "Fiz um tour pelo meu corpo para mostrar porque não devemos nos comparar com fotos da internet. Mesmo sem nenhum tipo de edição ou alteração na imagem, meu corpo já fica muito diferente da realidade. Sim, eu amo sensualizar, mas não sou assim o tempo todo. E tá tudo bem!", escreveu no Instagram.

 

acabei de postar um vídeo fazendo tour pelo meu corpo para acabar com a imagem que vocês têm das influenciadoras. eu amo sensualizar, fazer caras e bocas mas faço questão de mostrar que esse corpo aí da foto não parece nada com o que eu vejo aqui agora. é tudo pose. tudo. o link está na bio e nos stories. por favor, marquem uma amiga. é muito importante e precisamos falar sobre isso. ah! e achar que alguém não vai ter transtornos alimentares por ter corpo padrão é como achar que alguém não pode ter depressão porque não tem motivo pra ficar triste. ninguém escolhe ficar doente e o mínimo que podemos fazer é sermos empáticos com a realidade dos outros, assim como esperamos que sejam empáticos com a gente?

Uma publicação compartilhada por ELLORA HAONNE (@ellorahaonne)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

em

Quando o assunto é autoimagem deturpada, a youtuber sabe do que está falando. Ellora já sofreu com distúrbios alimentares - bulimia, no caso - e por isso insiste em desmitificar questões sobre o corpo, especialmente dos corpos das mulheres. A intenção dela é falar sobre empoderamento de forma leve, porém certeira. Sendo assim, honestidade importa e costuma funcionar. A repercussão, tanto do vídeo quanto do post no Instagram, foi positiva e grandiosa. A maioria dos comentários ali são de agradecimento a ela pela coragem de se mostrar como é de verdade.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa

Topo