menu
Topo

Moda

10 famosas que os estilistas de grandes grifes já se recusaram a vestir

Getty Images
Beyoncé no baile do MET de 2015 vestindo Givenchy Imagem: Getty Images

do UOL, em São Paulo

28/12/2017 15h32

Hoje elas são disputadas por grandes maisons, mas nem sempre esta máxima foi verdadeira: algumas celebridades já viram estilistas conceituados se recusarem a vesti-las para ocasiões importantes. Confira quem já passou aperto — e preconceito — no tapete vermelho:

Veja também

Beyoncé

Ao receber o prêmio de ícone fashion do CFDA (Conselho de Designers de Moda dos EUA) em 2016, a cantora lembrou que, em seus tempos de Destiny's Child, as marcas não queriam vestir "quatro garotas negras, curvilíneas e country" e que elas não podiam pagar vestidos de grife de seus próprios bolsos. "Minha mãe e meu tio fizeram nossos prmeiros figurinos, costurando individualmente centenas de cristais e pérolas, colocando muita paixão e amor em cada detalhe", relembrou.

Ela ainda afirmou que estilistas precisam ter em mente que eles "têm o poder de mudar a percepção das pessoas, de inspirá-las, empoderá-las e mostrá-las como aceitar suas complicações e enxergar em suas falhas a beleza e força que está dentro de cada um de nós". 

Kim Kardashian

Hoje queridinha da Balmain, Kim já foi vista como um nome que não deveria ser associado à alta costura. O diretor de moda da revista americana "Elle" Nicola Formichetti já afirmou em público que vesti-la para um editorial se tornou um verdadeiro desafio. "As pessoas [das marcas] não me emprestavam as roupas". "É puro esnobismo fashion".

Ashley Graham

A modelo plus-size é conceituada, mas ainda fala e enfrenta os desafios que se apresentam no mundo da moda para as garotas que não usam 34 ou 36. Se em editoriais Ashley chega a vestir grandes grifes, na vida, ela admite sentir dificuldades para se produzir para um tapete vermelho. "Tentar encontrar um vestido para o Oscar, para uma garota do meu tamanho, que usa o meu número [de sutiã], é um trabalho à parte por si só", disse ao vivo sobre seu longo vermelho Bao Tranchi durante a cobertura da edição 2016 do evento para o "E!".

Bryce Dallas Howard

A atriz de "Jurassic World" contou ao "E!" que teve que comprar seu vestido azul para o Globo de Ouro de 2016 — uma prática que não é recorrente entre as atrizes, que costumam pegar as peças de alta costura emprestadas de grandes grifes, já que elas mesmas se tornam vitrines para as criações. Por quê? "Eu gosto de ter muitas opções para o meu tamanho [ela usa o equivalente ao 40, no Brasil] em vez de apenas uma [que as maisons costumam oferecer para ela], então sempre vou às lojas de departamento".

Melania Trump

O motivo da dificuldade de Melania Trump para se vestir de alta costura desde que se tornou primeira-dama é político: diversos estilistas não apoiam as posições do presidente Donald Trump e se recusam a endossar o governo através do guarda-roupa de sua mulher. Entre os que se manifestaram publicamente contra vesti-la estão Marc Jacobs, Zac Posen, Derek Lam e Tom Ford.

Tom, aliás, disse ao "The View": "Fui convidado a vesti-la há alguns anos e declinei. Ela não é necessariamente a minha imagem... A primeira-dama — além de eu ser democrata, ter votado para a Hillary e estar triste e decepcionado que ela não tenha tomado posse — não deveria estar vestindo minhas roupas. Mesmo que Hillary tivesse vencido. É que elas são muito caras. E eu não digo isso de um jeito ruim. É que acho que ela tem que refletir todo o povo".

Hayden Panettiere

A atriz das séries "Nashville" e "Heroes" não gosta de se limitar às possibilidades disponíveis. Em 2014, Tom Ford só emprestava suas criações a apenas uma atriz. E ela gostaria de usar um vestido dele para o Globo de Ouro. Hayden então comprou seu próprio vestido, se expondo aos comentários sobre a "gafe" por parte da comunidade fashion. Tom, no entanto, se sentiu lisonjeado e enviou um buquê de rosas brancas para a atriz no dia seguinte ao evento, com um bilhete que dizia: "Você estava linda ontem à noite". 

Christina Hendricks

 

regram @hollywoodcelebsex Christina Hendricks Huge Melons ❤ #christinahendricks

Uma publicação compartilhada por @ flirtypapaya

em

Outra estrela curvilínea, Christina já comentou em entrevistas que veste o equivalente ao 44. "As pessoas andam dizendo coisas maravilhosas sobre mim, mas nenhum designer na cidade me empresta um vestido", desabafou a atriz ao "Daily Record" sobre a temporada de premiações de 2010, quando ela brilhava como a Joan da série "Mad Men".

"Só emprestam para os tamanhos 32 ou 34. Então estou com dificuldades para encontrar alguém que me dê um vestido. Este sempre foi o meu tamanho e eu trabalhei em outras séries com este corpo, mas 'Mad Men' celebra [minha silhueta] e isso é muito bom", comentou.

Octavia Spencer

A vencedora do Oscar já passou aperto em 2012, durante a preparação para a cerimônia do Globo de Ouro — na qual levou uma estatueta para casa. "Eu sou baixinha e gordinha", disse a atriz aos repórteres presentes no tapete vermelho do festival de Palm Springs. "É difícil, para mim, encontrar um vestido para usar para um evento deste tipo. É muita pressão e nenhum estilista me oferece ajuda".

Octavia então acabou usando uma criação do japonês Tadashi Shoji — que desde então tem criado a maioria dos looks da atriz. O designer disse ao site da revista "InStyle" que na primeira vez que a estrela usou seu vestido, ela chorou. "Eu dou valor ao fato de que ela usa meus vestidos e ela dá valor ao que criei especialmente para ela. É admiração mútua. Ela está se tornando cada vez mais conhecida, mas, no começo, vestiu minhas peças. Outros designers mais conhecidos vieram então lhe dizer 'oi' desde então, mas ela se mantém fiel".

Melissa McCarthy

Outra estrela plus size, a humorista não encontrava opções para vestir para o Oscar de 2012. "Eu pedi a cinco ou seis estilistas — de alto nível, que fazem vestidos para muita gente — e todos disseram 'não'", contou ao "Redbook".

Melissa acabou indo ao evento em uma criação da estilista de moda plus size Marina Rinaldi, mas tirou uma lição da dificuldade: ela decidiu usar sua formação de moda do Fashion Institute of Technology, uma das mais conceituadas instituições do gênero nos EUA, para criar a própria marca com o objetivo de ajudar outras mulheres a "se sentirem bem consigo mesmas".

Dascha Polanco

A atriz de "Orange is the New Black" viveu uma situação para lá de desagradável com uma marca de luxo da qual ela não só era fã, mas da qual era consumidora ávida. "Amo o que [esta marca de luxo] faz, então pedi à minha relações públicas que entrasse em contato com eles. A resposta foi: 'Você não é do tamanho das peças que temos, não hoje, talvez no futuro", disse à "Vogue" americana.

"Agora, mesmo que eles queiram que eu use uma criação deles, eu nunca mais os darei o prazer. É uma decepção, mas tento trabalhar com designers jovem e promissores que criarão coisas para mim e que colaboram comigo. Pessoas que amam minhas curvas e as aceitam tanto quanto eu", explicou.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!