menu
Topo

Universa

Mercado distribui cartilha contra casamento gay e causa revolta nas redes

Getty Images
A família homoafetiva não é reconhecida na cartilha do supermercado Hirota Imagem: Getty Images

do UOL, em São Paulo

19/12/2017 12h28

O estabelecimento paulista Hirota Food Supermercados foi acusado por consumidores nas redes sociais de discriminação. Em um post no Facebook, foram publicadas imagens de uma cartilha de valores familiares que a loja da Mooca distribuiu para os clientes no fim do ano.

Veja também

"O casamento homoafetivo está na contramão do propósito divino e não pode cumprir o seu propósito. A relação conjugal entre homem e homem e mulher e mulher é antinatural, é um erro, uma paixão infame, uma distorção da criação", diz um trecho do texto. Em outra passagem, há também a afirmação que "o casamento é heterossexual".

A publicação do texto distribuído gerou revolta nas redes sociais:

O site do supermercado aponta "Fé, Família, Escola e Trabalho" entre seus valores. A seção de contatos ainda oferece algumas leituras bíblicas como sugestões, entre eles: 1 Macabeus 2,15-29; Salmo Responsorial 49/50 e Evangelho de São Lucas 19,41-44. 

Procurada pelo UOL, a empresa afirmou que mantém um bom relacionamento com algumas igrejas e que, por isso, divulgou inadvertidamente o texto originalmente escrito e impresso por um padre. Através de sua assessoria, disseram ainda que clientes da comunidade LGBT são bem-vindos em suas lojas.

"O Hirota Food Supermercados lamenta qualquer transtorno que tenha causado pela distribuição da cartilha da família. Reiteramos que em momento algum tivemos a intenção de polemizar, ofender ou discriminar qualquer forma de amor. Em nossos valores não há nenhum tipo de preconceito em relação a gênero, religião ou raça. Atendemos todas as famílias da mesma forma, com a mesma humildade e carinho. Nossas sinceras desculpas a todos", pedem em seu comunicado à imprensa. 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa