menu
Topo

Universa

Cometeu um erro no trabalho? Eis o que você precisa fazer

Getty Images
Imagem: Getty Images

Gabriela Guimarães e Carolina Prado

Colaboração para o UOL

13/12/2017 04h00

Mil coisas para fazer ao mesmo tempo, falta de atenção, de habilidade ou conhecimento são as razões mais frequentes para que as pessoas cometam erros no trabalho. Os descuidos podem gerar perda de tempo, dinheiro e de confiança na competência do colaborador. Além de insatisfação do cliente, quando ele está presente. Mas também podemos aprender com a situação para que ela não se repita.

Analise o ocorrido

Procure fazer uma análise das possíveis consequências de seu erro. É essencial identificar quem será afetado, se é a empresa, o cliente, um colega, o chefe ou você mesmo. É importante também refletir sobre o motivo que levou ao erro, com foco no aprendizado e para que a falha não volte a acontecer.

Comunique a falha

Não esconda o vacilo do seu chefe. “Depois que o funcionário descobre que cometeu um erro grave no seu setor de trabalho, o primeiro passo é procurar o seu supervisor imediato e, de maneira calma e madura, informar o que aconteceu. Isso demonstra profissionalismo”, diz Célia Gonzaga, coordenadora do Programa Juventude Aprendiz da Fundação Mudes, no Rio de Janeiro.

Um passo por vez

Conte o que aconteceu com calma, sem grandes demonstrações de nervosismo ou irritação, como se estivesse na defensiva. “Você tem razão, isso não poderia ter acontecido, mas aconteceu” é uma frase que funciona bem ao explicar seu engano ao chefe ou cliente. É uma forma gentil de desarmar o outro que, nessas situações, também se prepara para entrar em uma discussão.

Assuma a bronca

Admitir o erro pode ser ruim, mas pior ainda é culpar um colega ou afirmar que não tem nada a ver com o ocorrido. Se agir assim, com certeza a confiança que seu superior e colaboradores depositam em você será abalada.

Apresente soluções

O responsável pelo erro deve ser o primeiro a mostrar interesse não apenas em corrigi-lo, mas também em propor soluções para evitar outros deslizes. “Se não souber como resolver, não hesite em pedir ajuda, inclusive envolvendo o restante da equipe e até a gerência, se preciso. O foco deve ser a solução e não mais ao problema”, avisa a coach Lilian Sanches.

Peça ajuda quando precisar

Todos sabem que problemas pessoais interferem na atenção e na produtividade dos colaboradores. Porém, não devem ser usados como justificativa para desacertos no trabalho. Mas também é fato que nos dias atuais, o medo de perder o emprego por cortes aumenta o estresse e o risco de erros. Por isso, se estiver se sentindo pressionado, converse com alguém. “Um dos maiores erros é não buscar ajuda para resolver as questões pessoais fora do trabalho. Em geral as grandes corporações possuem um departamento de RH que, muitas vezes, pode auxiliar o colaborador que errou a encontrar um caminho”, avisa o coach Wilson Monteiro.

Hora de levantar a cabeça

Ok, você errou, assumiu a falha, foi proativo e mostrou saídas. Na maioria das vezes, com dedicação e afinco, dá para reduzir os eventuais danos ou até resolver a situação. Se precisar, faça hora extra para consertar o problema. Depois, é vida que segue. Não resolve nada ficar remoendo seu engano até a aposentadoria. “O medo de errar novamente paralisa, faz com que muitas vezes as pessoas não consigam avançar em seus projetos. Em geral, por esse motivo há uma diminuição na produtividade”, alerta a gerente de Gestão de Pessoas Rosana Daniele Marques.

Invista em conhecimentos

Depois de tudo, o jeito é aprender com o erro e procurar desenvolver suas habilidades técnicas e seu modo de lidar com os problemas e pessoas. “Invista em seu aprendizado. É com esse processo de capacitação que você melhora na carreira. Estude o que precisa ser feito, planeje, aja e execute”, sugere Paulo Cota, life e professional coach.

Começar de novo

Se o erro custou o seu emprego ou de outra pessoa, faça um balanço geral sobre as consequências de sua desatenção. Com isso, você só terá a ganhar em experiência. “Refletir sobre o que perdeu e ganhou com a situação difícil ajuda a ressignificar seu erro e transformá-lo em aprendizado. Faça uma autoanálise e contabilize seus talentos e pontos fortes. Quanto aos pontos fracos, procure transformá-los em lições para o seu aprimoramento. Isso também ajuda a aliviar a sensação de derrota e baixa autoestima”, sugere Isabella Santoyo, coach de carreira e vida da Talante.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa