menu
Topo

Mães e filhos

Veja quais são os prós e os contras dos manuais sobre gravidez

iStock
Gravidez Imagem: iStock

Heloísa Noronha

Colaboração para o UOL

09/12/2017 04h00

Na era da pluralidade de informações, em que diversos sites e blogs compartilham informações mais realistas e pessoais sobre a maternidade, é fato que os tradicionais manuais sobre gravidez ainda ocupam espaço cativo na estante de pessoas que desejam ter filhos. Só que ao mesmo tempo em que os dados contidos nesses livros podem ajudar a diminuir a ansiedade durante a gestação, principalmente se os leitores forem pais de primeira viagem, há o risco de o excesso de explicações e esclarecimentos gerar angústia e medos indesejáveis.

É preciso buscar o equilíbrio nessa busca por conhecimento, por isso listamos algumas vantagens e desvantagens dessas obras que merecem ponderação:

Prós

Há vários manuais assinados por profissionais reconhecidos – e, portanto, as dicas são calcadas em sua experiência. O intuito é mostrar aos pais e cuidadores o que é considerado normal tanto na gestação quanto na evolução da criança, segundo preceitos clínicos, combatendo, assim, mitos, superstições e até mesmo preconceitos sobre situações absolutamente normais.

Veja também


Para os pais de primeira viagem, esses livros funcionam mesmo como uma espécie de “manual de instruções”, pois informam não só sobre as mudanças dos bebês em cada fase bem como listam dicas sobre aleitamento,  orientação de quando e como introduzir outros alimentos na dieta da criança, calendário de vacinas e sintomas de doenças. E alguns ainda orientam sobre cuidados gerais como o banho diário, prevenção de acidentes, brinquedos apropriados para a idade, entre outros temas importantes.

Os especialistas são unânimes: saber sobre o desenvolvimento do bebê durante a gestação pode aproximar ainda mais a mãe e a criança e facilitar expectativas boas vindouras. 

A mulher, principalmente a que nunca passou por uma gravidez, tem em mãos um guia com esclarecimentos amplos sobre o assunto: o que é recomendável ou não fazer, o que comer, que tipo de exercício físico é mais adequado, como são as mudanças hormonais, quais exames são necessários fazer e em que período da gestação, que medidas pode adotar para se sentir mais confortável ao longo dos nove meses, etc.

Contras

Nenhum manual, por mais competente que seja o seu autor, deveria substituir as consultas do pré-natal e até mesmo aquela mensagem no WhatsApp do obstetra para tirar uma dúvida que pareça banal. Só o médico tem o conhecimento adequado do que é melhor para a sua paciente.

Os livros oferecem uma instrução básica porque parte do princípio do que é mais comum e recorrente nas gestações – porém, às vezes o conteúdo sofre alterações por conta de quem interpreta o texto. Por exemplo: saber que na gravidez podem ocorrer sangramentos nasais é algo que tranquiliza a grávida que se vê frente a esse episódio. Porém, isso não quer dizer que TODA grávida vai enfrentar esse quadro e que todo sangramento nasal é normal, certo?

Alguns livros contam com informações em demasia – e às vezes até excessivamente alarmistas - sobre possíveis doenças, patologias e síndromes que podem afetar o feto. A sensibilidade típica do período pode abalar além da conta mulheres que já são ansiosas.

Cada gestação é única, pois cada mulher também é única. Os manuais partem de generalizações e não tem como especificar o caso a caso. O que serve de indicação para uma gestante nem sempre vai se adequar à rotina da outra. Além do mais, as condições de saúde são diferentes de mulher para mulher. E as questões físicas de cada uma determinam ou não o risco de pré-eclâmpsia, diabete gestacional, descolamento de placenta, gravidez nas trompas, entre outros problemas. Na dúvida, melhor marcar a página do livro que chamou a atenção e conversar com o médico.

FONTES: Gabriela Malzyner, mestre em Psicologia Clínica pela PUC/SP (Pontifícia Universidade de São Paulo) e psicanalista pelo Instituto Sedes Sapientiae, em São Paulo (SP); Sylvio Renan Monteiro de Barros, pediatra com mais de 30 anos de experiência e autor dos livros "Seu Bebê em Perguntas e Respostas - Do Nascimento aos 12 Meses" e "Pediatria Hoje - Orientações Fundamentais Para Mães, Pais e Cuidadores" (Ed. Summus), e Valéria Ribeiro, coach familiar e consultora do site Filhosofia.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!