menu
Topo

Universa

Mulheres revisitam os locais onde sofreram assédio e contam suas histórias

Eliza Hatch/Cheerupluv.com
Gina Imagem: Eliza Hatch/Cheerupluv.com

do UOL, em São Paulo

28/11/2017 12h01

A fotógrafa britânica Eliza Hatch estava andando em Londres quando um homem passou por ela e disse, em tom de deboche: "cheer up" (anime-se, em tradução livre). A expressão, que a deixou com raiva, deu a ela uma ideia: criar uma série fotojornalística retratando as mulheres nos locais onde foram assediadas e dividindo suas experiências nas ruas.

Veja também

Batizado de "Cheer Up Luv" ("anime-se, amor"), o projeto traz em seu site e Instagram histórias e fotos de mulheres de todas as origens, que já experimentaram assédio e abuso pelo mundo todo.

"Foi terapêutico tanto para as mulheres envolvidas quanto para mim", disse Eliza ao "Huffington Post US". "Houve uma reação extremamente positiva das mulheres que fotografei, que estão reivindicando a posse daquela experiência, e transformando uma situação onde antes foram vitimadas em outra onde estão empoderadas".

"Este projeto é para as mulheres envolvidas e para as pessoas que têm histórias para compartilhar. Quero dar voz às mulheres e continuar a aumentar a conscientização em relação a um problema sobre o qual falava-se pouco anteriormente", concluiu.

Conheça dez delas na nossa galeria:

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa